Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

4 motivos para o MEI ter uma conta PJ

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

De acordo com dados da Receita Federal, atualmente, o Brasil conta com mais de 13 milhões de Microempreendedores Individuais (MEIs). A modalidade se popularizou ainda mais durante a pandemia, já que muitas pessoas viram no empreendedorismo uma alternativa para a geração de renda, já que o desemprego atingiu recorde em 2020 — a taxa média anual de desempregados no Brasil foi de 13,5%, o maior registro desde 2012.

Em contrapartida, também em 2020, mais de 2,5 milhões de microempresas individuais foram abertas, registrando um aumento de 8,4% em relação a 2019, de acordo com o Mapa de Empresas feito pelo Ministério da Economia.

Uma das vantagens da conta MEI é a criação e manutenção de uma empresa de forma menos burocrática. Para manter as operações da empresa mais simples, muitos MEIs continuam usando a conta feita com base no CPF e não se preocupam em criar uma conta feita com o CNPJ, mas Paulo Castro, CEO e cofundador do Contbank, fintech especializada em produtos para PMEs alerta que criar uma conta PJ pode ser mais vantajoso. “Criar uma empresa significa colocar no papel um sonho que estava apenas em planos. Diante disso, é preciso pensar que a empresa vai crescer e, em algum momento, esse passo de criar uma conta de Pessoa Jurídica será inevitável”, explica o CEO.

Leia mais  Fundos de ações e multimercados têm resgates líquidos de R$ 14 bilhões em abril

O executivo separou outras vantagens em criar uma conta corrente para Pessoa Jurídica:

 1- Passa mais profissionalismo — Quando os clientes fizerem o pagamento e se depararem com uma conta de Pessoa Física, automaticamente a percepção de valor que eles têm da empresa vai cair, o que pode influenciar na precificação. Ao optar por uma conta PJ, o empreendedor demonstra que é uma empresa séria e comprometida com o seu produto ou serviço.

2- Maior simplicidade ao administrar o dinheiro — Na hora de separar o dinheiro da empresa do dinheiro do empresário, é muito mais fácil ter uma conta PJ. além de simplificar o pagamento para fornecedores e serviços, esse tipo de separação facilita a organização do dinheiro do empreendedor, que, sem orientação, pode comprometer o fluxo de caixa se continuar usando sua conta pessoal.Atualmente, é possível encontrar vários bancos digitais com contas gratuitas e benefícios diversos para contas PJ.

3- Acesso facilitado a linhas de crédito — Vários bancos disponibilizam linhas de crédito exclusiva para contas com CNPJ com valores e condições de pagamento diferenciadas. Castro diz que esta é uma ótima oportunidade de o empreendedor investir na sua empresa: “Os empréstimos não devem ser vistos como inimigos a serem evitados a qualquer custo, pelo contrário: um investimento certeiro na empresa pode reverter em um aumento de faturamento superior ao valor que foi pago, por isso é importante contar com alternativas ao empréstimo tradicional a pessoa física que contam com juros maiores, por exemplo”.

Leia mais  Rombo nas contas públicas e alta da dívida: Governo bloqueia R$ 1,5 bilhão do Orçamento de 2023 para não estourar teto de gastos

4- Facilitar a contabilidade da empresa — Quando se tem uma conta PJ, é mais simples detalhar as movimentações financeiras, evitando cair na Malha Fina do Imposto de Renda ou até mesmo evitar a necessidade de enviar uma retificação da declaração. E o processo de declaração do Imposto de Renda será muito mais fácil com uma conta separada.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Indústrias gaúchas têm queda de 26,2% em maio, revela IBGE

Agência Brasil

Setor de Serviços fica estável em maio, diz IBGE

Agência Brasil

FMI eleva para 2,5% projeção de médio prazo para o PIB

Agência Brasil

Eletrobras oferta ações da ISA Cteepe e movimenta R$ 3,5 bi

Paola Rocha Schwartz

Tenda registra aumento de 34% nas vendas líquidas do 2T24

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário