Guia do Investidor
Din
Educação financeira

5 gastos que deve repensar para aliviar as finanças em 2022

Existem gastos supérfluos que, muitas vezes, você não consegue parar para pensar, mas podem ser um desastre para o seu .

Ter vários de streaming assinados, por exemplo, pode ser perder dinheiro. Assim como gastar demais no delivery ou em de compra.

Neste conteúdo, trouxemos algumas dicas de como você pode poupar para aliviar as finanças este ano. Acompanhe!

Organização financeira para o novo ano

Na hora de , é essencial organizar suas finanças. Você tem que saber o quanto ganha e o quanto pode realmente gastar.

Dessa forma, será mais difícil perder o controle do orçamento. Apenas economizar não é suficiente: você precisa economizar da maneira certa.

Poupar na conta de água, por exemplo, de pouco vai valer se você gastar o dinheiro “restante” com o delivery.

5 gastos para repensar em 2022

A seguir, listamos os principais gastos que você pode economizar este ano. Acompanhe!

1. de bancos e cartão de crédito

Tem taxas que você paga e nem precisa. Sabia disso? Quando você vai fazer uma conta no banco, por exemplo, é bem comum que a instituição coloque você em um pacote básico da instituição.

Só que ele não é o mais barato: existe um pacote padrão do Banco Central que você pode solicitar e não pagar nada.

Tudo depende do que você usa no seu banco. Se for apenas e pagamentos, esse pacote padrão será mais do que suficiente.

Já os pacotes mais baratos de cada instituição costuma ter um número maior de saques, cheques, TED, DOC etc. Vale a pena, mas apenas se você realmente usa esses serviços, concorda?

Caso não, é hora de ligar para o banco e negociar. Você pode pedir para mudarem seu pacote de serviços para o gratuito, ou então solicitar um pacote mais barato da própria instituição.

Leia mais  Ainda vale a pena investir em Tesouro Direto mesmo com juros baixos?

Também dá para fazer isso com o cartão de crédito. A anuidade do cartão é apresentada como obrigatória, mas não é nada que uma boa conversa não possa resolver.

Pense o seguinte: o “não” você já tem. Então, converse com a operadora do cartão e confira se não existe uma opção para baixar, ou mesmo extinguir, a sua anuidade.

Esse é um benefício bem comum para quem compra muito no cartão, por exemplo.

Quer ganhar dinheiro de volta? Veja os Melhores Cartões Cashback para 2022

2. Delivery 

Sem dúvida, é mais simples pedir um delivery do que cozinhar em casa. Especialmente nos momentos de preguiça ou cansaço após um longo dia.

Mas o delivery está consumindo muito seu orçamento! Faça as contas. Às vezes, compramos sem avaliar os custos, por causa de uma promoção, por exemplo. Mas de pouco em pouco, o gasto com delivery no fim do mês pode ficar bem grande, e impactar seu orçamento.

Uma dica para evitar tudo isso é começar a cozinhar em casa. Teste receitas novas, escolha coisas simples e ingredientes saborosos Também você acabará descobrindo que gosta de cozinhar (ou, se não, pelo menos vai economizar).

Outra opção é começar a comprar em quantidade. Existem várias que vendem, por exemplo, marmitas saudáveis congeladas. Se você comprar várias delas de uma só vez, vai ter sempre uma refeição pronta e vai evitar pedir delivery.

Mas claro, você não precisa eliminar completamente o iFood da sua vida, por exemplo. Até porque, “ninguém é de ferro”, e é sempre bom comer algo diferente. Mas tenha controle.

Defina, por exemplo, que você vai pedir delivery só uma vez por semana. Isso já vai ajudar bastante você a controlar os gastos.

3. impulsivas

Você compra de modo impulsivo? Sem parar para analisar se precisa mesmo adquirir aquilo?

Está na hora de trabalhar seu controle e evitar essas compras! Para isso, você pode, por exemplo, parar de visitar sites de compra.

Leia mais  6 lições da pandemia para sua vida financeira

Pode também evitar ir ao shopping ou evitar vitrines. E se você tem aplicativos que notificam quando há ofertas, desinstale. O Shopee, por exemplo, faz isso e pode se tornar um grande problema para as suas finanças.

Além de tudo isso, comece a avaliar com carinho as suas compras. Não apenas clique no botão “comprar”. Entenda se aquilo é mesmo necessário e/ou se não pode esperar uma promoção.

4. Aplicativos de transporte

Usar aplicativos como o Uber e o 99 para se locomover é uma comodidade e tanto. Mas nem sempre isso é necessário.

Comece a avaliar quais são os seus destinos e se não existem formas mais baratas de chegar até eles. Você pode, por exemplo, pegar carona com alguém, ou mesmo usar o transporte público.

Existem vezes em que usar o ônibus ou o metrô será mais demorado, não é? Porém, você pode usar esse tempo para assistir uma série, ler um livro ou fazer outra atividade.

É importante assumir seu compromisso com a economia e se esforçar para isso. Você não precisa eliminar os aplicativos de transporte da sua vida, mas deve usá-los com sabedoria se quiser poupar.

5. Assinaturas não necessárias

Quantos serviços de streaming você assina? Netflix, Amazon Prime, Disney Plus, HBO Max, Globoplay… A lista é bem grande, mas você pode estar perdendo dinheiro.

Seja realista: você tem tempo para assistir a tudo isso? Muito provavelmente não, certo? Então, vale a pena parar e escolher um streaming que realmente faça sentido para você.

Você também tem a opção de assinar uma dessas plataformas apenas por um ou mais meses. Não precisa ser um contrato permanente.

Então, uma dica é pagar apenas um por mês e aproveitar ao máximo o conteúdo que ele tem. Depois, você pode assinar o outro e assistir aos filmes e séries dele, e assim por diante.

O mesmo vale para assinaturas de música. O Spotify, por exemplo: se você perceber que não usa tanto a plataforma, pode interromper a assinatura e só voltar quando for necessário.

Até porque, o Spotify tem uma opção gratuita para usar. Se quiser ouvir música, você também pode usar o YouTube de forma gratuita. Vão haver alguns anúncios, mas pode ser algo pequeno perto da economia que você vai fazer.

Outra forma de economizar no quesito assinatura é escolher um plano de internet que seja suficiente para você. Às vezes, você tem um plano com muitos megabytes, mas seu uso é tão pequeno que nem vale a pena.

Leia mais  Só para baixinhos? Mozper, plataforma de gestão financeira para crianças, chega ao Brasil

Atenção também à assinatura da TV à cabo. Se você não passa muito tempo em casa, esse gasto provavelmente é desnecessário.

Torne suas metas mais próximas da realidade

Para poupar, você precisa ser realista. Criar uma meta impossível, em que você vai poder gastar quase nada, vai trazer mais dores de cabeça do que soluções.

Então, estabeleça o que são realmente gastos supérfluos e poupe nesses. É possível que você tenha que fazer alguns sacrifícios, mas isso não pode tornar sua vida ruim. Encontre o equilíbrio entre a economia e o seu bem-estar!

Além disso, se você já possui uma dívida, que tal ter como meta quitá-la neste ano? Você ainda pode conseguir descontos caso opte por renegociar com empresas que oferecem esse serviço.

Outra forma útil de economizar é trocando uma dívida cara por outra mais barata, que é o caso de trocar a dívida do cheque especial por um empréstimo com taxas menores, como o com garantia, por exemplo.

Considerações finais

Repensar seus gastos é fundamental se você quer economizar. Apenas um maior controle financeiro vai ajudar você a poupar dinheiro e a evitar as . Também é uma forma de alcançar seus sonhos e objetivos, pois você terá dinheiro para isso. Mas lembre-se que tudo tem que ser bem planejado. Assim, você vai conseguir colocar um plano executável em prática, em vez de tentar soluções “milagrosas” para poupar.

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Gestão financeira para iniciar seu negócio

Juros Baixos

BB Seguros faz parceria com app New School para desenvolver curso de educação financeira voltado a jovens das periferias

Guia do Investidor

Alfabetização financeira das micro e pequenas empresas brasileiras supera média de integrantes do G20

Guia do Investidor

Com Selic a 12,75%, educadora financeira alerta sobre compras a prazo

Guia do Investidor

Quero começar a investir em criptomoedas, por onde começar?

Victor Rodrigues

Educação financeira: as vantagens das criptomoedas nos negócios

Guia do Investidor

Deixe seu comentário