Guia do Investidor
dolar moeda 0803221211
Notícias

A alta dos juros americanos vai afetar a inflação no Brasil?

  • Com as movimentações do , o vai voltar a ganhar força no internacional;
  • É o que alerta o economista-chefe do Citibank, que alerta que esta alta irá aumentar a de países emergentes.

A explosão da inflação ao redor do globo tirou os grandes bancos centrais da Zona de conforto, e a situação não foi diferente para o FED, o BC dos Estados Unidos.

No entanto, com a inflação americana recebendo os devidos “remédios” do FED, o temor da inflação é repassado para as demais economias emergentes.

O economista-chefe para mercados emergentes do Citibank, David Lubin, fez este alerta na mais recente análise da instituição, e lembra que o fortalecimento do dólar afeta diretamente moedas mais fracas.

“A ação do Fed tentando resolver o problema da inflação americana pode intensificar a inflação dos países em desenvolvimento, por causa do efeito cambial”, diz Lubin

Dólar vai seguir subindo?

A moeda abriu 2022 negociado a cerca de R$ 5,57, chegou a bater quase R$ 4,60 em abril e fechou o primeiro semestre do ano a R$ 5,23, com queda acumulada ainda de 6,1% no semestre, ainda que com uma alta mensal de 10% em junho. Quando o assunto é a dinâmica entre a moeda americana e o real, os seis meses passados não foram nada monótonos – e os que faltam vir, provavelmente, também não serão.

Commodities, Federal Reserve e risco fiscal foram variáveis cruciais para a performance do até então. E o esperado é que isso não mude tanto nos próximos seis meses.

Leia mais  TIM (TIMS3): Veja como operadora pretende crescer nos próximos anos

As expectativas gerais podem afetar os rumos da moeda a qualquer momento, mas o grande ponto seguirá sendo se o Banco Central Americano (FED) vai conseguir ou não manter a inflação sobre controle.

LULA OU ? Não corra o risco das eleições no : abra sua conta no exterior e proteja seu patrimônio

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

“Deu ruim” para os “Hermanos”: com alta do dólar, alerta para a crise na Argentina dispara

Leonardo Bruno

Brasil precisa criar estoques estratégicos para insumos como gás natural, fertilizantes e remédios, afirma especialista

Autor Convidado

Por que o Euro tem se desvalorizado frente ao Dólar?

Guia do Investidor

1 Euro = 1 Dólar: Pela primeira vez em 20 anos, cotação do Dólar e Euro chega a paridade

Leonardo Bruno

Nem barato e nem caro: Dólar está “justo”

Leonardo Bruno

As perspectivas para o segundo semestre de 2022: dólar, investimentos e economia

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário