Guia do Investidor
Screenshot 5
Notícias

A experiência sempre ganha? A aposta de Buffett no mercado de carros elétricos já vende mais que a Tesla

  • O oraculo de Omaha provou mais uma vez o motivo de ostentar o título de maior do mundo por tantos anos;
  • A chinesa BYD, mostrou um bom avanço na venda de , e superou as vendas do maior nome do setor () no primeiro semestre do ano.

Quem acompanha minimante o já ouviu falar do excêntrico bilionário e a Tesla. O empresário ganhou fama e fortuna explorando um mercado até então novo: o de veículos elétricos. De lá para cá, Musk se tornou um dos grandes “figurões” do mercado de tecnologia e de capitais ao redor do mundo.

No entanto, até mesmo um dos maiores inovadores dos tempos modernos precisa se render ao tradicionalismo de vez em quando. E uma das maiores provas disso, é que um dos mais “raiz” do mercado global, também mostrou que consegue fazer bonito no mercado de alta tecnologia.

Investida por Buffett, a chinesa BYD vendeu mais automóveis elétricos do que a Tesla nos primeiros seis meses deste ano. Companhia americana enfrenta problemas com sua operação na China por conta da pandemia.

Leia mais  Carros elétricos: a transformação que a economia brasileira precisa

Com sede em Shenzhen, a companhia vendeu 641 mil automóveis entre janeiro e o fim de junho. O volume é 300% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

A companhia chefiada por Musk, a Tesla, por sua vez, comercializou 564 mil veículos no primeiro semestre, o que fez com que a empresa perdesse a liderança do mercado. A Tesla culpa um segundo trimestre complicado pelos resultados que a colocaram na vice-liderança do setor.

Ademais, a empresa cita como motivos pelos números mais fracos a falta de peças e as interrupções das vendas na China por conta da pandemia, que novamente ligou o alerta das autoridades locais do país asiático. A Tesla não foi a única afetada pelas restrições impostas na China.

Empresas como Li Auto, Xpeng e. Nio, que também fabricam automóveis elétricos, também tiveram suas produções interrompidas. A BYD, por sua vez, deu sorte. A maioria das fábricas da empresa investida por Buffett está em regiões que não sofreram restrições severas.

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Elon Musk desistiu do Bitcoin? Tesla vende US$ 936 milhões da Criptomoeda

Leonardo Bruno

Warren Buffett acionista do IRB? Não caia neste conto do “vigário”

Leonardo Bruno

Vibra (VBBR3) inova no setor de carros elétricos e investe em eletropostos

Cristiane Luzio Rodrigues

Elon Musk e o paradoxo da autenticidade

Autor Convidado

Musk confirma demissão de 10% dos funcionários assalariados da Tesla (TSLA34)

Ruan Sousa

Tesla (TSLA34) é processada por ex-funcionários por ‘demissão em massa’

Ruan Sousa

Deixe seu comentário