Guia do Investidor
Tenda
Recomendações

A Tenda (TEND3) ainda tem lenda para queimar? Confira o que dizem os analistas

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Tenda (TEND3) está lutando contra o relógio para voltar a ter a atenção dos investidores. Em meio a um cenário macroeconômico mais desafiador, com os juros em patamares elevados e a aceleração da inflação de custos, a opção da Tenda de priorizar a reconstrução de suas margens, em detrimento a um volume maior de vendas e lançamentos, está sendo bem recebida pelos analistas que acompanham a empresa.

O desempenho da Tenda no 2T22

As vendas da companhia diminuíram 22% na comparação anual. Ademais, os lançamentos somaram um total de R$ 769,1 milhões.

Entretanto, o preço médio observado no trimestre foi de R$176,6 mil, um aumento de 20% na comparação com 12 meses atrás. Nesse sentido, a companhia vem dando sequência na estratégia de precificação, privilegiando a reconstrução de suas margens.

Segundo a empresa, foram lançados 10 empreendimentos totalizando R$ 769,1 milhões com preço médio de R$201,1 mil. Adicionalmente, esse número é 2 22% menor na comparação anual.

Com isso, as vendas líquidas totalizaram R$ 558,4 milhões e preço médio de R$183,0 mil uma queda de 34,9% na base anual e -19,0% em relação ao último trimestre.

O que dizem os analistas?

Segundo o analista Pedro Hajnal, do Credit Suisse, a Tenda está conseguindo levar adiante a intenção de recuperar margens, sendo mais rígida com a aprovação de projetos e tendo bons resultados com a estratégia de recomposição de preços.

“Acreditamos que a Tenda está fazendo o que é necessário ser feito para recompor suas margens”.

Desse modo, o Credit Suisse tem recomendação neutra para as ações, com preço-alvo de R$ 6,00, vendo um potencial de alta de 42,2% ante os patamares atuais. O BTG Pactual também elogiou os esforços da Tenda em recompor as margens via aumento de preços, mas destacou que a perspectiva no curto prazo ainda é desafiadora para a empresa.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Usiminas promete reviravolta com melhoria nos custos e produção

Guia do Investidor

Goldman Sachs muda visão sobre Bradesco para neutra

Guia do Investidor

As melhores ações para investir em Fevereiro

Leonardo Bruno

Ibovespa vai renovar máximas históricas?

Leonardo Bruno

Top picks: descubra as ações favoritas dos especialistas para Fevereiro

Leonardo Bruno

As melhores ações de dividendos para Fevereiro

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário