Guia do Investidor
img 5164
Notícias

Ações da Saraiva (SLED3) a R$ 0,32: CVM questiona

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

  • A Saraiva recebeu uma notificação da B3, em relação à cotação da empresa;
  • Devido ao processo de recuperação judicial, a companhia precisa manter sua cotação acima de R$ 1;
  • Assim, a B3 exige medidas para a cotação volte a esta faixa, sobre a ameaça de suspensão das ações da Saraiva na Bolsa.

A companhia Saraiva (SLED3) foi cobrada pela B3 nesta quarta-feira. A Superintendência de Listagem e Supervisão de Emissores da B3, exigiu explicações sobre a cotação da empresa e até mesmo ameaça de suspensão das ações da Saraiva da Bolsa de Valores! Confira agora mais detalhes!

O fim das ações da Saraiva? Entenda

A principal reguladora do mercado, a B3, está sujando as mangas para colocar as ações da Saraiva na linha. Afinal, a instituição questiona o valor das ações da empresa, que está sendo cotada a menos de R$ 1:

image 13
Fonte: Google FInance.

As ações da empresa estão em queda livre a mais de um ano, e parece a cada dia mais distante de romper a barreira do real novamente. O grande X da questão, no entanto, é que os regulamentos exigem que a empresa mantenha a sua cotação nesta faixa mínima:

Nos termos do item 5.2.f do Regulamento para Listagem de Emissores e Admissão à Negociação de Valores Mobiliários (Regulamento) e itens 5.1.2 (vi) e 5.2 do Manual do Emissor, a cotação de suas ações admitidas à negociação na B3 deve ser mantida em valor igual ou superior a R$ 1,00 por unidade.”

B3, em comunicado

Desse modo, a B3 ameaça suspender a negociação dos papéis da Saraiva, caso a empresa não anuncie medidas para retomar o valor de suas ações até o dia 21/03/22, ou após a realização da próxima assembleia-geral da empresa, o que vier primeiro.

Assim, a Saraiva responde à companhia, e alega que tomará as medidas exigidas.

Saraiva pode ter falência decretada

Saraiva (SLED3corre o risco de ter sua falência decretada após lidar com mais uma pressão em seu plano de recuperação judicial. Acontece que a companhia desistiu de vender seus ativos para pagar credores, visto que não encontrou compradores. Isto vale tanto para seu domínio na internet, quanto para o restante das lojas físicas. Dessa forma, a nova proposta é que os credores recebam seus créditos em ações da companhia. Contudo, tais ações possuem baixíssima liquidez na bolsa.

Isto é, a companhia tentou vender seu domínio na internet por meses pelo valor de R$ 90 milhões, e as lojas por R$ 113,5 milhões. Assim sendo, vale destacar que a dívida da Saraiva é de R$ 675 milhões (sem incluir débitos pós pedido de recuperação judicial).

Além disso, um credor conseguiu que a Saraiva mudasse seu plano de recuperação judicial. Em meio do ano passado, a Infosys recorreu à Justiça pela mudança. Na semana passada, a 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu a favor da Infosys. Dessa forma, agora a companhia tem 30 dias, sob pena de decretação de falência, para apresentar uma nova proposta.

De acordo com dados do segundo trimestre de 2021, a Saraiva (SLED3teve uma receita líquida (lojas + ecommerce) de R$ 19,7 milhões. Portanto, houve uma queda de 28,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, em relação ao EBITDA ajustado, a companhia reportou o valor de R$ 19 milhões negativos. Desse modo, houve uma melhora em relação ao R$ 30 milhões negativos do segundo trimestre de 2002. E, por fim, a companhia teve um prejuízo líquido ajustado de R$ 24,8 milhões. Uma melhora de 63% ante o prejuízo de R$ 67 milhões de igual período do ano passado.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Petrobras e BNDES vão criar fundo para apoiar startups de inovação

Agência Brasil

Lula recebe chefe da diplomacia dos Estados Unidos em Brasília

Agência Brasil

Governo corrige repasse para remuneração de agentes de saúde

Agência Brasil

Multa a concessionário poderá ser revertida em investimento na rodovia

Agência Câmara

Morre Celso Pastore, um dos economistas mais influentes do Brasil

Mateus Sousa

Lula é criticado no Brasil e no exterior por falas sobre Holocausto

Agência Brasil