Guia do Investidor
romi industria
Avaliações

Análise da Romi: é hora de comprar ou vender?

A empresa Romi (ROMI3) possui suas ações listadas na bolsa de aqui no . Dessa forma, se torna importante para os investidores descobrirem se esse é o momento de comprar ou vender esses ativos.

Assim, eles poderão aplicar seu dinheiro com maior segurança e evitarão possíveis prejuízos no . Então vamos saber mais sobre o assunto e verificar se essas ações são uma boa aquisição.

A empresa Romi ()

Fundada no ano de 1930 a Romi (ROMI3) e atua no segmento de máquinas que servem para realizar processamentos. Nesse sentido, começou suas exportações em 1944 e mantém uma rede em vários continentes.

Assim, os números apresentados pela empresa são os seguintes:

  • Produção: 2.900 máquinas industriais ao ano;
  • Fundidos: 50.000 toneladas todo ano.

Além disso, a mesma ainda atende diversos setores, tais como:

  • Aeronáutica;
  • Defesa;
  • ;
  • Setor automobilístico;
  • Consumo (geral);
  • Ramo agrícola
  • Equipamentos e máquinas (industriais).

De fato, a epidemia de coronavírus está prejudicando a companhia e isso está causando uma certa . Pois, suas unidades que atuam na Europa estão decaindo desde o mês de fevereiro.

Leia mais  Mitsui Sumitomo Seguros é boa? Veja avaliação completa

Enquanto que tanto a produção quanto a entrega dos equipamentos também tem sentido essas mudanças. Nos próximos tópicos entenderemos melhor se vale a pena ou não comprar essas ações.

O que a epidemia de causou na empresa Romi (ROMI3)?

Mesmo diante dessa crise, a Romi (ROMI3) conseguiu atender os seus clientes pontualmente, entregando seu serviço corretamente. Através de uma revisão em seus volumes produtivos, efetuou uma redução nas suas compras.

Enquanto que os preços receberam uma certa redução que foi proposta para todos os seus clientes. Além disso, fez com que sua liquidez se reforçasse e investiu R$ 88 milhões em financiamentos.

Já a sua receita alcançada chegou aos 60,2 milhões (mercado no exterior) e isso equivale a 48,8%. Os principais destaques da empresa no mercado são:

  • Máquinas: R$ 82,5 milhões, com aumento de 19,7%;
  • Burkhardt+Weber (subsidiária): chegou aos 36,7 milhões;
  • dos Usinados e Fundidos: R$46,7 milhões;
  • líquida: R$ 165,9 milhões;
  • Lucro bruto: R$ 48,2 milhões;
  • : R$ 13,2 milhões;
  • Ebitda (margem): 8%;
  • Resultado total financeiro: R$ 26 milhões;
  • Margem (bruta): 29,1%;
  • Lucro (líquido): R$ 40,8 milhões;
Leia mais  Carteira técnica do Itaú para Junho de 2020

Vale a pena comprar as ações da Romi (ROMI3)?

Por certo, houve uma certa diminuição nos múltiplos da Romi (ROMI3), porém isso gerou certas oportunidades nos preços. Dessa maneira, a empresa buscou um reforço para o seu caixa e realizou uma série de medidas contra a crise.

Com isso, é possível perceber que a mesma apresenta boa gestão e uma eficiência para passar por esse período. Além disso, seu potencial para obter uma recuperação pode ser de grande valia.

Contudo, ela também sofrerá alguns impactos devido a essa epidemia e isso ocorreu com as empresas no geral. Então, ela pode ser uma oportunidade já que se mantém preparada para enfrentar o período de incertezas. Entretanto, os investidores devem manter a cautela para evitar prejuízos.

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as notícias mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Grupo Sabin anuncia novo investimento na startup Pickcells

Guia do Investidor

Futuro cashless e o fim do dinheiro: como as futuras gerações já estão se adaptando aos pagamentos com cartão e outros meios digitais

Guia do Investidor

Quatro mentiras sobre dinheiro que contamos a nós mesmos

Guia do Investidor

Deu ruim: com apreensão do mercado, ibovespa cede e ações da CVC e aéreas já perderam 10%

Leonardo Bruno

Romi (ROMI3) pagará quase R$ 15 milhões em proventos no mês de agosto

Ruan Sousa

As melhores da semana: Confira as indicações de ações da Warren para os próximos dias

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário