Guia do Investidor
MedRoom1
Notícias

Ânima (ANIM3) compra startup MedRoom

A Ânima (ANIM3), organização educacional do ensino superior, fez anúncio de compra da MedRoom, fortalecendo as soluções em para seus cursos de medicina.

Conforme o comunicado da holding, a foi feita por uma de suas subsidiárias com o objetivo de agregar valor para a Inspirali, sua organização focada em cursos de medicina.

Nesse sentido, a Inspirali acumula 1.770 vagas, considerando a recente aquisição do Grupo Laureate, distribuídas pelos grandes centros do Sudeste e Nordeste.

“A MedRoom se tornará um dos componentes da proposta de trabalho da Inspirali como plataforma completa de educação médica, em seus quatro eixos principais de atuação, fornecendo a base tecnológica e o conhecimento para a criação de ambientes virtuais de simulação realística de alta interatividade.”

Ânima Educação via .

Em suma, a Ânima ressalta que a startup mostra alinhamento com a força da Inspirali, bem como das IES de seu ecossistema.

Paralelamente, as soluções de tecnologia de imersão continuarão atendendo os atuais clientes da startup.

Perfil da MedRoom

A Room Sistemas Interativos, ou simplesmente MedRoom, é uma startup líder no Brasil no desenvolvimento de soluções em tecnologias imersivas para educação médica.

Leia mais  Confira 10 ações para a semana, segundo 2 corretoras

Sendo assim, ela atua construindo objetos educacionais e ambientes de simulação em Realidade Virtual (RV) e Realidade Aumentada (RA) especialmente para essa área.

Dentre os seus destaques, está o software Atrium. Em resumo, ele é um resultado do trabalho conjunto entre modeladores 3D, artistas visuais, programadores e médicos.

Nesse sentido, a MedRoom reúne o conhecimento desses profissionais para modelar de maneira realista a anatomia humana, criando uma ferramenta altamente imersiva.

MedRoom3
Processo de modelagem feito na MedRoom (Imagem: MedRoom).

Ao mesmo tempo, a companhia também possui os “gêmeos digitais”. Em síntese, são avatares humanos que reproduzem situações clínicas com inteligência artificial usando captura de movimento simuladas por atores contratados.

Além disso, a jovem empresa de 5 anos já conta com grandes parceiros. A princípio, quando os fundadores Sandro Nhaia e Vinícius Gusmão procuravam por apoiadores, conseguiram R$ 500 mil da aceleradora gaúcha Healthplus e do Hospital Albert Einstein, em apenas dois anos de existência.

Hoje em dia, por sua vez, a companhia já licenciou seu software para 20 das 340 faculdades de medicina do país. Aliás, foi com base em uma dessas parcerias que a Ânima (ANIM3) conheceu e se interessou pela MedRoom.

“Vimos que eles têm um negócio incrível, totalmente diferenciado. Não tem ninguém fazendo isso aqui no Brasil, e quem está fazendo lá fora não faz com a mesma qualidade.”

Daniel Castanho, CEO da Ânima Educação, em resposta ao Brazil Journal.

Hub de inovação da Ânima

A chegada da startup MedRoom marca ao mesmo tempo o início do hub de inovação da Ânima (ANIM3), denominado Learning Village.

De acordo com a holding, o seu hub pretende oferecer programas de desenvolvimento de negócios e contato com grandes empresas.

O novo hub oferecerá, para as startups, programas de desenvolvimento de negócios que incluem conexão com grandes empresas, mentoria, espaço de trabalho, programas da SingularityU Brazil, acesso à rede global da Singularity University e a programas específicos realizados internamente com startups e grandes corporações.

Ânima Educação via comunicado.

Entre os parceiros da iniciativa estão o Hospital Sírio-Libanês, a Deloitte, a Ambev, a Beneficência Portuguesa de São Paulo e outras mais por exemplo.

Leia mais  Yduqs (YDUQ3), Assaí (ASAI3) e Sabesp (SBSP3): empresas confirmam o pagamento de proventos!

Por fim, o hub também contará com Rtechs e EDtechs, além de escolas de mindfulness e de programação dentro de sua estrutura.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Inspirali, da Ânima (ANIM3), e Dasa (DASA3) anunciam parceria para oferecer formação médica integrada

Ruan Sousa

Anima (ANIM3): margem contrai e empresa reduz lucro líquido no 1T22, na base anual

Ruan Sousa

Hypera (HYPE3) assina acordo para compra de sociedade da Boehringer por R$ 190 milhões

Ruan Sousa

15 empresas de tecnologia com vagas abertas no setor comercial – confira

Autor Convidado

Fleury (FLRY3) conclui compra do Laboratório Marcelo Magalhães

Ruan Sousa

Hermes Pardini (PARD3) confirma de forma oficial que a compra de 60% do IACS foi aprovada

Ruan Sousa

Deixe seu comentário