Banco do Brasil lucrou R$ 12,8 bilhões em 2018, com salto de 16,8%

Banco do Brasil lucrou R$ 12,8 bilhões em 2018, com salto de 16,8%

15 de fevereiro de 2019 1 Por Diego Dias

A estatal disputa rendimento com as maiores instituições financeiras do Brasil: Itaú, Bradesco e Santander.

O Banco do Brasil (BBAS3) apresentou lucro líquido de R$ 12,8 bilhões em 2018. O número representa o crescimento de 16,8% frente ao ano anterior, quando o valor registrava R$ 11 bilhões. As informações foram divulgadas pela estatal nesta quinta-feira, 14.

Nos últimos três meses, a empresa lucrou R$ 3,803 bilhões, ou seja, houve um salto de 22,3% confrontado ao mesmo período de 2017. Enquanto isso, o lucro líquido corrigido calculou R$ 3,845 bilhões, sendo assim, subiu cerca de 20,6% no espaço de 12 meses.

Outros dados lançados foram relacionados às tarifas, que aumentaram 7,4% na receita, somando R$ 7,236 bilhões. Por outro lado, os custos com gestão reduziram 0,2% e atingiu R$ 8,220 bilhões.

O retorno sobre patrimônio líquido (RSPL) obteve salto de 13,2%, em vista de 2017, que registrou 12,3%. Para a instituição, uma parcela desse número foi conquistada pelo forte controle das despesas administrativas.

Além disso, a carteira de crédito ampliada do Banco do Brasil (BBAS3) encerrou 2018 com R$ 697,3 bilhões. Isso demonstra uma expansão de 1,8% em 1 ano. Portanto, frente ao terceiro trimestre, a alta foi de 0,7%.

Já com relação às despesas líquidas para devedores duvidosos (PDD), houve recuo de 19 pontos percentuais diante o último trimestre de 2018. Encerrando assim um resultado de R$ 3,168 bilhões.

Bancos

Outras instituições bancárias também anunciaram seus quadros referentes ao balanço de capital obtido em 2018. No topo está o Itaú (ITUB4), que registrou o maior rendimento, com R$ 24,977 bilhões, aumento de 4,2% em vista do ano anterior.

Na sequência, o destaque também vai para o Bradesco (BBDC4), que obteve lucro de R$ 21,564 bilhões em 2018. Ou seja, representa um salto de 9,7 pontos percentuais acumulados em 12 meses.

Por fim, está o Santander Brasil (SANB11), que somou R$ 7,997 bilhões, 52% maior na comparação anual. Com isso, em união ao Banco do Brasil (BBAS3), as quatro organizações lucraram R$ 67,42 milhões.

NÃO PERCA MAIS UMA DICA! CADASTRE SEU E-MAIL

PARTICIPE AGORA DO NOSSO FÓRUM!

O nosso fórum já está aberto para você tirar as suas dúvidas sobre investimento e debater sobre o que quiser. Sinta-se em casa, cadastre-se agora: http://guiadoinvestidor.com.br/forum/