Guia do Investidor
wall street
Notícias

Banco Inter retoma processo e deve “se mudar” para Wall Street em breve

Em dezembro de 2021, o (BIDI11) recuou no plano de listar suas na Nasdaq quando boa parte dos seus decidiu resgatar as ações em dinheiro, no lugar de convertê-las para o papel na bolsa americana. Na época, essa escolha que fez com que o limite de R$ 2 bilhões de cash out fosse excedido. Pouco tempo depois, o banco voltou a costurar alternativas para tentar concretizar esse percurso.

E, agora, acaba de receber a aprovação dos seus acionistas para seguir rumo ao de capitais americano. Em Assembleia Geral Extraordinária realizada na manhã desta quinta-feira, 12 de maio, uma nova proposta de reorganização societária e de migração de 100% dos papéis, com BDRs negociados na , teve o voto favorável dos detentores de mais de 85% das ações do banco em circulação presentes à reunião.

“Nós vencemos o passo que era o de maior incerteza e essa votação expressiva mostra um grande apoio dos ”.

diz Alexandre Riccio, vice- de operações, tecnologia e financeiro do .

“Agora, encerramos um ciclo de 5 anos, um IPO e 3 follow ons no Brasil”, observa. “E começamos uma história nova, no fim de junho, quando estivermos listados na Nasdaq.” Segundo executivo, a expectativa é de que isso aconteça entre os dias 20 e 25 de junho.

Leia mais  Warren adquire consolidador de investimentos Meuportfolio

Depois desse sinal verde, os acionistas terão até 20 de maio para escolher entre as duas opções incluídas na proposta. A primeira delas envolve a troca das ações atuais por BDRs negociados na B3, que serão lastreados em ações de Classe A da Inter&Co listadas na Nasdaq.

A segunda opção inclui receber o valor das ações em dinheiro (cash out), com o resgate limitado a R$ 1,1 bilhão, montante que equivale a 10% dos papéis do banco em circulação. Essa alternativa estará disponível apenas para acionistas que tinham posições de ações em custódia em 15 de abril deste ano.

Caso o montante de R$ 1,1 bilhão do resgate seja excedido, será feito um rateio entre os acionistas que escolherem essa opção, com uma parcela em dinheiro e outra em BDRs. De acordo com o Inter, o valor de troca das ações, de R$ 19,35 por unit – composto por uma ação ordinária e duas ações preferenciais do banco – foi definido com base na média ponderada dos últimos 30 dias de negociação antes do anúncio.

Leia mais  O impacto da educação de qualidade na forma como habitamos o mundo

Os acionistas que não se manifestarem durante esse prazo irão receber, automaticamente, BDRs, assim como aqueles aqueles que compraram ações do banco depois de 15 de abril. Após o recebimento dos BDRs, será possível cancelá-los e transformá-los em ações Classe A listadas diretamente na bolsa americana. Riccio entende que, da forma que a nova proposta foi desenhada, não há chances de um novo recuo do Inter nessa jornada até a Nasdaq. “Caso o limite seja excedido, vamos ter o rateio.

Então, não temos um motivo para acreditar que não vá acontecer”, afirma. “Agora, vamos estar mais bem posicionados, próximos dos nossos pares globais e acessando um mercado de capitais mais maduro e, ao mesmo tempo, mantendo o acesso dos investidores que nos acompanham desde 2018.”

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Deixou o Menin feliz: Lucro do Banco Inter dispara para R$ 27 milhões no 1T22

Leonardo Bruno

Fim das quedas? Ibovespa volta a subir com alivio dos mercados internacionais

Leonardo Bruno

Como Investir no Banco Inter? É confiável? Saiba tudo sobre

Victor Rodrigues

Finalmente em Wall Street? Banco Inter retoma processo de migração para a Nasdaq

Leonardo Bruno

Banco Inter soma perdas de 7%; O que aconteceu?

Leonardo Bruno

Inter (BIDI11) faz acordo com Mercantil do Brasil (BMEB4) e poderá comprar até R$ 2 bilhões em carteiras

Ruan Sousa

Deixe seu comentário