Guia do Investidor
Free Unsplash@magnetme
Notícias

Mulheres empreendedoras: 5 dicas para manter a saúde financeira do seu negócio

Empreender é o sonho de muitas pessoas e a alternativa que muitos encontraram para uma “grana” extra ou até mesmo como fonte principal na pandemia.

O problema, no entanto, é o gerenciamento correto das do negócio, visando sua permanência no . Abaixo, elencamos 5 para as que desejam empreender com sucesso e segurança.

De acordo com o Sebrae, os liderados por mulheres duram em média um ano, enquanto que os empreendimentos masculinos possuem um tempo de vida maior, cerca de três anos.

Um dos motivos disso é que, segundo a entidade, uma média de 40% das empreendedoras brasileiras apostam no desafio de abrir seus próprios negócios sem ter uma experiência anterior no setor, contra um percentual de 27% entre os homens.

O Sebrae também aponta que, entre as principais causas para a falência das abertas por mulheres, estão as dificuldades de planejamento, gestão financeira e falta de experiência para lidar com funcionários.

Com formação em Contabilidade, especialização em Planejamento Estratégico e experiência de mais de 10 anos como gestora financeira de grandes indústrias e startups, Andrezza Rodrigues, fundadora e CEO da HerMoney, primeira plataforma brasileira focada em gestão financeira para micro e pequenas empresas lideradas por mulheres, apresenta aqui cinco dicas para as empreendedoras manterem em alta a saúde financeira de seus negócios, tornando a mais sólida e lucrativa e exorcizando o fantasma da falência.

Leia mais  Presença das mulheres no mercado financeiro aumenta

Segundo ela, o primeiro passo — e um dos mais importantes dentro da trajetória de uma empresa — é fazer um rígido e minucioso controle das despesas, analisando separadamente os gastos fixos e variáveis. Isso será fundamental para entender bem o volume de receitas e despesas da empresa.

Andrezza lembra: sempre que possível, procure negociar descontos — com os fornecedores, por exemplo — e verifique, de tempos em tempos, se há algum custo que possa ser reduzido.

Uma forma de evitar imprevistos com os é focar no controle do fluxo de caixa, tendo atualizado em tempo real a relação de entradas e saídas. Isso, de acordo com a especialista, evita ter que apelar a recursos externos — como empréstimos ou uso do limite de cheque especial — para honrar os compromissos da empresa.

Para ter uma visão bem clara do fluxo do seu negócio, Andrezza considera fundamental ter na tela inicial do computador um calendário financeiro que mostre, por exemplo, datas de pagamento das contas de consumo, fornecedores, funcionários e outros; data de recebimento das realizadas com cartão; e, para quem atua no setor de varejo, períodos estratégicos, como Natal, Dia das Mães, Páscoa e Dia das Crianças.

Leia mais  Presença das mulheres no mercado financeiro aumenta, mas número ainda é baixo

Outro ponto estratégico é o controle do estoque. Para evitar a falta ou o exagero de produtos, confira e liste cada um dos itens que comercializa, pensando em estratégias para vender os produtos parados e ampliar seu faturamento.

Por fim — mas não menos importante —, NUNCA, JAMAIS, misture suas contas pessoais com as da empresa. Isso mesmo que você seja a única responsável pelo negócio. E para não cair na tentação, uma dica é abrir de cara uma conta PJ.

Ah, e quer aumentar as possibilidades de vendas e tornar seu dia a dia como empreendedora mais fácil? Considere abrir um canal de vendas online e invista, o máximo possível, em tecnologia e inovação. Acompanhar tendências e, mais do que isso, estar na vanguarda do mercado, é sempre uma estratégia que agrega valor ao negócio!

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Micro, Pequenas e Médias Empresas: Comemorando o Empreendedorismo no Brasil

Autor Convidado

Gestão financeira para iniciar seu negócio

Juros Baixos

Será que vale a pena ser PJ?

Guia do Investidor

Vendas dos microempreendedores e autônomos caem 9,14% em abril

Guia do Investidor

Empreendedores na América Latina poderão receber financiamento em criptomoedas com a Bitso e Addem Capital

Guia do Investidor

Empreendedorismo: conheça 4 tipos, segundo professor da área

Guia do Investidor

Deixe seu comentário