Guia do Investidor
Free Pexels@worldspectrum
Bitcoin / Criptomoedas

Conheça os diferentes tipos de criptomoedas

O avanço da tecnologia vem afetando os mais diversos tipos de produtos, serviços e mercados, o que faz com que a própria sociedade também se adapte a esse novo cenário, até mesmo em relação ao uso do dinheiro, diante do surgimento das .

Esse é um novo modelo de moeda baseado em uma configuração digital, sem a necessidade de contar com um algum tipo de representante físico, como nas cédulas de papel depositadas em um banco, por exemplo. Nesse novo campo, até o dinheiro torna-se digital.

Uma realidade que vem se apresentando bastante benéfica para os usuários, sendo possível realizar uma série de transações financeiras por meio do seu celular, com o auxílio de aplicativos de modelo internet banking, usados para bancar contas e outras funções.

Praticidade essa que pode fazer com que um usuário busque na rede por informações sobre máquinas de café para alugar e, através desse mesmo dispositivo utilizado para realizar tal pesquisa, ser possível fechar negócio com uma companhia que atua na área.

Tudo por meio das diferentes aplicações que podem ser executadas com o auxílio do dinheiro em formato digital, um modelo econômico que cresce também por causa do mercado virtual em si, com diferentes empreendimentos passando a trabalhar nas redes.

E diante da impossibilidade de se trabalhar com dinheiro físico nesse formato, o dinheiro de apelo digital acaba conquistando um espaço cada vez maior, com as empresas operando com diversos tipos de transações alternativas, com destaque ao Pix, que é mais recente.

Com a digitalização dos recursos financeiros, as companhias podem trabalhar com diferentes métodos em relação à administração do seu valor de capital, como no trabalho junto de sistema erp contas a receber, facilitando uma empresa a receber o seu crédito.

Mesmo tratando-se de métodos financeiros cada vez mais populares, muitas das aplicações citadas estão relacionadas ao uso do dinheiro tradicional, funcionando então como uma representação do valor físico que se encontra na conta de um indivíduo.

Ou até mesmo sendo uma espécie de ilustração do valor de crédito que uma instituição bancária irá passar para alguns dos seus clientes. No entanto, como foi citado antes, a sociedade vive em um constante processo de adaptação, e o mesmo serve para o dinheiro.

Renovação essa que leva ao surgimento das criptomoedas, um modelo de ativo digital que vem ganhando uma grande repercussão no mercado, deixando até mesmo de ser visto como uma moeda alternativa, mas sim como um novo sistema comercial.

Leia mais  Town Star Gala Games: Tudo sobre o Farm Game NFT

E diante dessa popularização das criptomoedas no mercado, é importante entender a fundo o seu funcionamento.

Como funciona uma ?

O dinheiro que conhecemos hoje funciona por meio de um modelo fiduciário, no qual um valor específico é crédito a uma moeda ou cédula, tudo de acordo com o mercado financeiro que rege as atividades financeiras de uma região específica.

Esse é o motivo pelo qual se encontram diferentes moedas mundo afora, cada uma com valorização diferentes, de acordo com o mercado responsável por administrá-las, entre elas:

  • Real;
  • Dólar;
  • Euro;
  • Libra.

Diferentes padrões que precisam ser convertidos de uma moeda para outra quando se trata de uma empresa de entregas internacionais, que oferece o serviço de cross docking para diferentes mercados, cada um com a sua moeda específica.

E se é possível definir diferentes valores para um simples pedaço de papel, o mesmo pode ser feito também para um conjunto de algoritmos na internet, sendo essa a composição por trás de uma criptomoeda, um ativo digital que pode ser usado em trocas comerciais.

Isso em um sistema seguro e fechado, conhecido como , no qual essas moedas podem ser compradas e vendidas por pessoas interessadas nessa área, setor esse que vem recebendo uma atenção cada vez maior justamente por causa dos benefícios do meio.

Trata-se de uma moeda muito mais prática de ser comercializada, utilizando um sistema digital que pode ser acessado através dos mais distintos canais, dependendo apenas de um dispositivo com conexão à internet para acessar a sua carteira digital.

Além do público, o mercado também passa a trabalhar com o conceito das criptomoedas, permitindo que uma empresa de mecânica industrial passe a trabalhar com essas moedas digitais, muito também por causa dos componentes que definem tal valor.

Sem depender necessariamente da realidade que pode estar causando alguma desvalorização do dinheiro tradicional, como uma crise política em um país, por exemplo.

E na mesma medida em que esse mercado cresce, o número de criptomoedas também se amplia, sendo possível hoje analisar alguns modelos populares como:

Leia mais  BitcoinTrade é confiável? Confira avaliação da Exchange

É importante conhecer cada uma delas, além de outros conceitos que se associam ao universo das criptomoedas para que seja possível investir de forma adequada nesse mercado, lucrando com o processo de compra e venda dessas moedas digitais.

As principais criptomoedas do mercado

A variedade disponível hoje de criptomoedas só prova a valorização que vem sendo dada a esse tipo de ativo. Essas moedas passam a ser usadas como instrumento de trocas para diferentes perfis estabelecidos na sociedade, de consumidores até o ambiente empresarial.

Ambos investem nesse mercado também por causa da facilidade em que pode ser feita hoje esse tipo de aplicação, permitindo com que empresas de torre de resfriamento possam destacar as criptomoedas como um método de pagamento.

E para que esse tipo de oferta seja apresentada, primeiro é preciso compreender o funcionamento e a diferença das principais criptomoedas que se encontram no mercado atualmente.

O Bitcoin é a principal criptomoeda que se encontra no cenário virtual, sendo assim a mais popular de ser usada por diferentes investidores e companhias, até por existir uma confiança maior na moeda diante seu destaque até mesmo para quem não investe na área.

No entanto, a partir do momento que um investidor passa a se familiarizar melhor com esse mercado, outras opções de criptomoedas passam a se destacar.

O Litecoin funciona de maneira similar ao Bitcoin, contudo ela age de maneira rápida, tendo assim um fluxo digital maior. Característica que a destaca entre comerciantes, sendo assim uma moeda popular dentro desse mercado.

O que a coloca como uma opção de criptomoeda para qualquer tipo de companhia que esteja disposta a investir no cenário digital.

Tether (USTD)

Para quem procura por uma criptomoeda mais segura, o Tether é uma opção relevante. Comercializada pela empresa Tether Limited, em Hong Kong, essa moeda possui um valor mais estável por estar alinhada a uma moeda real, no caso, o dólar.

Dogecoin (DOGE)

Enquanto a maioria das moedas digitais é estabelecida de forma segura, essa surgiu praticamente como uma piada. Por mais que funcione como qualquer tipo de criptomoeda, ela foi criada como algo cômico, representada pelo meme de um cachorro.

Contudo, a popularidade que ela alcançou junto ao fato de ser uma moeda descentralizada, com as suas trocas não passando por algum tipo de intermediário, fez com que essa criptomoeda passasse também a ser vista como algo seguro nesse mercado.

Leia mais  Criptoativos: do crescimento nos negócios à regulamentação

Além das moedas em si, é importante também conhecer alguns conceitos que estão associados à comercialização desses ativos, incluindo o seu modelo, assim como as plataformas em que essas criptomoedas podem ser negociadas.

Pois para uma empresa de guard rail, acostumada com um negócio de modelo mais seguro, para apostar nesse mercado digital, as melhores opções de criptomoedas podem ser aquelas conhecidas como stablecoins.

Ou seja, moedas que funcionam alinhadas a um índice financeiro tradicional, tal como o dólar, como funciona o Tether, conforme foi citado.

Junto a isso, é válido conhecer também as plataformas onde essas criptomoedas são negociadas, como o Etherium (ETH), um sistema que erroneamente costuma ser confundido com uma moeda digital em si.

No entanto trata-se de uma plataforma descentralizada na qual é possível executar contratos de perfil inteligente, assim como diferentes. O mesmo pode ser feito com o Polkadot (DOT), um ativo digital voltado à capitalização no mercado.

Uma plataforma tão popular como o Etherium, que funciona por meio de uma plataforma blockchain segura e de código aberto, sendo assim uma opção a ser considerada por quem pretende investir nesse tipo de mercado das moedas digitais.

Como uma companhia que atua com a prestação de serviço de armazenagem, algo importante para o setor de entregas internacionais, que pode crescer ainda mais ao diversificar as suas moedas de atuação, dando atenção também às criptomoedas.

É importante estudar com atenção esse mercado, antes de embarcar com tudo nele, para garantir assim a melhor valorização possível do seu capital ali investido, retirando a possibilidade de perda por causa de alguma aplicação mal planejada.

Pois assim como ocorre com o dinheiro físico, é preciso estudar bem as suas aplicações, para garantir um otimizado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

LULA OU BOLSONARO? Não corra o risco das eleições no Brasil: abra sua conta no exterior e proteja seu patrimônio

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

PicPay lança corretora de criptomoedas

Guia do Investidor

Blockchain e segurança: como a rede atua como escudo de proteção digital

Zro Bank

Next Block Expo 2022 (NBX): Vem aí o maior evento sobre Web 3.0 da Europa

Fernando Américo

Binance se junta a Mastercard e lança cartão pré-pago com Criptomoedas, na Argentina

Guia do Investidor

Tarde demais? Santander anuncia que vai liberar negociação de Criptomoedas para 40 milhões de clientes

Leonardo Bruno

Só 18% dos brasileiros das classes ABC não sabem o que é criptomoeda, diz pesquisa C6 Bank/Ipec

Guia do Investidor

Deixe seu comentário