Guia do Investidor
consorcio crasa 2
Notícias

Consórcio Imobiliário como funciona?. Vale a pena? Entenda sobre.

Os prós e contras do consórcio imobiliário - Notícias de decoração, mercado  imobiliário e muito mais | Blog Imovelweb
Consórcio vale a pena?


O Sonho americano da casa própria, talvez importado dos EUA – o American Way Of Life – , o sentimento de conquista e independência. Essas são algumas características que podem ter levado ao resultado da seguinte pesquisa, bem como o aumento na procura dos consórcios, mas e você sabe como funciona?


“O sonho da casa própria é um desejo de 87% da população do . Em uma escala de 0 a 10, a nota média dada para a importância de ter uma propriedade para morar fica em 9,7. Depois aparecem família (9,4), plano de saúde (9,2), negócio próprio (8,8), carro (8,5), filhos (7,9) e casamento (6,99). E para 95% das pessoas a casa é o seu local favorito e é onde 76% passam a maior parte do tempo”

R7


Afinal, as estatísticas apontam que o brasileiro, assim como qualquer outro, valoriza a liberdade e ama ter um lugar para chamar de lar. Mas, quem não? Às vezes precisamos de espaço próprio para seguir com mais autonomia em nossas vidas.

Isso adicionado a uma longa , na qual ficamos a maior parte do tempo em casa. Por esses motivos a população desenvolveu, o que antes já era um objetivo, esse sonho.
Por essa lógica, uma parcela dos populares busca formas diversas para conquistar o tão precioso sonho. Empréstimos, financiamento entre outros.

Nesse contexto, surgem os consórcios , ferramenta que reúne um grande grupo de pessoas que contribuem com pequenas parcelas para uma mesma finalidade. Carros, casas, apartamentos existem para todos os gostos. Entretanto, hoje abordaremos o consórcio Imobiliário será que ele vale a pena?


Consórcio imobiliário como funciona?


Antes de tudo, a definição do próprio Banco Central do Brasil sobre como funciona o consórcio diz:


Consórcio é a reunião de pessoas naturais e jurídicas em grupo, com prazo de duração e número de cotas previamente determinados, promovida por administradora de consórcio, com a finalidade de propiciar a seus integrantes, de forma isonômica, a aquisição de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento

Banco Central do Brasil


Em RESUMO, as administradoras juntam pessoas para financiar uma , de maneira que cada uma delas pague uma parcela todo mês. Isso feito, ao final de cada mês, alguém é “sorteado” para receber a quantia negociada e assim poder comprar um imóvel, um carro, uma moto etc. (dependendo da categoria escolhida )

Além disso, o Banco destaca o papel das administradoras, que como você já pode imaginar, são empresas especializadas no gerenciamento dessa modalidade. Elas controlam todo o processo do inicio ao fim, arrecadam o , organizam assembleias para o sorteio das cartas de créditos.

Leia mais  IPO da Usaflex pode se tornar realidade, saiba mais

Como funciona o contrato do consórcio imobiliário?

Primeiramente, como qualquer contrato, ele firma um acordo entre duas partes, o cliente e a administradora. Nele você deve encontrar os dados das partes envolvidas como CNPJ, razão social, endereços, contatos e por aí vai.

Ademais, a descrição do serviço, afinal, precisamos saber o que estamos nos comprometendo, certo? .Dessa forma, a gerenciadora deve deixar claro e em bom tom o serviço que irá prestar. Condições de , por sua vez, é a parte principal. Nela você encontrará bem explicadinho as condições das parcelas, bem como possíveis aumentos com o passar do tempo. E em casos de não cumprimento, as consequências – às vezes expulsão do grupo consorciado, multas e etc – devem estar lá.

Por fim, a tão almejada “contemplação”. Nesse documento, também devem estar previstas as maneiras com que o comtemplado pode comprar o imóvel, no nosso caso. Em adição aos sorteios, existe um jeito alternativo de ganhar, o chamado “lance” e todas essas ou qualquer modalidade, precisa está clara no contrato.


O que são lances?

Imagine um leilão, conseguiu? É basicamente isso. Em acréscimo aos sorteios, os quais cada pessoa possui chances iguais de ser contemplada, existe o “ lance “. Isso ocorre quando o fundo, “ a poupança” que eles financiaram atinge a meta.

Logo, se algum dos participantes antecipar a parcela ou fornecer alguma porcentagem do valor total, ele está oferecendo “lances” para ser comtemplado. De maneira semelhante ao leilão, todos podem participar e quem ofertar mais, leva!

Cabe mencionar, em adição, que ao ser contemplado com a carta de crédito, o cliente continua pagando e o consórcio transformasse em uma dívida.

Leia mais  Socopa corretora é segura? Confira avaliação

Como surgiu o consórcio?


Brasileira! 100% ,o consórcio apareceu em 1960, quando alguns funcionários do decidiram chamar algumas pessoas para formarem uma poupança. Dada a época, o objetivo deles era comprar automóveis.

Anos depois surgiram as administradoras ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios -são empresas que fazem o trabalho de juntar pessoas dispostas a participar da “poupança” conjunta.
Ainda assim, percebendo o crescimento dos consórcios e dos interesses populares, em 1990 que o BC – Banco Central – passou a fiscalizar a modalidade de consumo. Década importante, quando os primeiros consórcios imobiliários foram feitos.


Quais bancos oferecem?


Consórcio imobiliário como funciona na Caixa?

consórcio imobiliário
Consórcio imobiliário como funciona?

É o Banco Social. Famosa por oferecer financiamentos e consórcios. O sistema funciona analogamente a um consórcio comum. Existe o fundo da modalidade coletiva, ou seja, a Caixa une o grupo, apresenta as condições (Ex: taxas, parcelas e etc) e é feito o consórcio.


Em conformidade com a própria caixa:


Com parcelas mensais a partir de R$ 310,00 e prazo de até 200 meses, você pode:
Comprar residenciais ou comerciais, novos, usados ou até mesmo na planta, terrenos, casa na praia ou no campo. Usar para construir ou reformar.Quitar seu financiamento imobiliário.
https://www.caixaconsorcio.com.br/consorcio

Caixa econômica federal


Consórcio imobiliário como funciona no Santander :

consórcio imobiliário
Consórcio imobiliário vale a pena?

O objetivo do consórcio é o mesmo e você pode visualizar as condições no site do próprio banco.
Outros bancos em destaque com boas reputações no site “reclame aqui”. Consoante o site, o Banco do Brasil lidera.

Consórcio imobiliário
Reclame aqui.


Quais são os custos envolvidos num consórcio imobiliário e como funciona?

Existem algumas percentagens (taxas), na área dos consórcios, que devem ser computadas, nada muito difícil de compreender. Veja a seguir:
Fundo comum: Dinheiro que todos os clientes ( consorciados, por assim dizer) pagam com a finalidade de formar o caixa, a “poupança”. Esse cálculo é feito por meio dos meses que o usuário contratou ( tempo ) e o valor do crédito ( capital ).


Por sua vez, a empresa também leva uma parte. A conhecida “Taxa administrativa”, está cobra pelos serviços prestados, ou seja, a administração propriamente. O BACEN – Banco Central do Brasil – credencia essas instituições jurídicas ( empresas de consórcio ) para uma melhor fiscalização.


Em último, mas não menos importante, o fundo de reserva é uma garantia. Ela cobre, caso algum consorciado não pagar.
Todas as mencionadas são critérios do próprio Banco Central, as quais tem por função assegurar os contratos de consórcio.

Leia mais  Cartão de crédito Saraiva: vale a pena?


Qual a renda mínima exigida e como funciona?


É muito provável que você já escutou por aí que não precisava ter uma renda mínima. Pois bem, isso é FALSO, sua remuneração deve ser, pelo menos, 3 vezes maior que a parcela que você paga.


Nesse viés, é papel da empresa do consórcio analisar com precisão se o cliente poderá arcar com o consórcio. Para tal, o contribuinte pode colocar mais pessoas na renda, como o nosso caso envolve imóveis, é possível.
Além do mais, o cliente deve informar-se com a empresa para sanar quaisquer dúvidas sobre a documentação. Nessa perspectiva, o contrato é fundamental.

Sob um segundo olhar, a questão SPC/SERASA é averiguada. Todavia, se o usuário optar por entrar no consórcio mesmo assim, ele terá que comprovar que está “Ok”, isto é, com o nome limpo.


Consórcio imobiliário vale a pena?

Então, isso depende. A resposta pode ser meio vaga, no entanto ela é certeira. Dessa forma, pode variar para cada indivíduo, mas algumas perguntas podem ajudar a escolher ou não por essa modalidade de crédito.
Você é paciente ou você tem pressa?

Para os que estão tranquilos, a opção é válida, já que o consórcio pode demorar longos anos até chegar a sua vez. Já os apressados de plantão, a escolha pode ser custosa, uma vez que tudo depende da sorte.
Claro que você pode arriscar um lance, mas nada é 100%, isso significa que você não tem certeza no consórcio. Se será rápido, se demorará, se o seu lance basta. Portanto, caso a pressa esteja contigo, o melhor é estudar outras opções.
Em outro aspecto, é possível aumentar as chances ao seu favor. Sendo assim, cabe ressaltar que ainda lidamos com a “Probabilidade”, contudo, se estudarmos os casos dos lances mais altos de um consórcio, por exemplo, pode-se cobri-los. Isso posto, depende do seu perfil e da sua situação.

fontes: imovelnet

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Banco Pine (PINE4) anuncia resultado do primeiro trimestre de 2022 com lucro líquido de R$ 1,8 milhão

Fernando Américo

Bancos repactuaram 20,4 milhões de contratos durante os dois anos da pandemia, alcançando volume histórico

Fernando Américo

Itaú Unibanco lança funcionalidade de iniciador de pagamentos

Guia do Investidor

BTG ou XP Investimentos? Qual melhor corretora? Veja análise completa

Victor Rodrigues

Bancos demoram mais de 48h para abertura de conta-corrente, mostra estudo

Gabriel Tavares

Itaú e Modalmais foram os melhores bancos em atendimento, em Março

Autor Convidado

Deixe seu comentário