Guia do Investidor
2022 05 24t121313z 1 lynxnpei4n0kb rtroptp 4 health coronavirus brazil
Agência Brasil Notícias

Consumo das famílias tem alta de 7,3% em abril

O consumo das famílias brasileiras teve alta de 7,37% em abril na comparação com o mesmo mês de 2021, segundo levantamento divulgado hoje (12) pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Nos primeiros quatro meses do ano, o consumo registra alta de 2,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo o vice-presidente Administrativo e Institucional da Abras, Marcio Milan, os resultados indicam que há crescimento consistente do consumo nesta primeira parte do ano. “Mostra estabilidade no consumo nos meses de fevereiro, março e abril”, ressaltou. Em comparação com março, a expansão do consumo em abril ficou 4,2%.

Para este ano, a previsão da Abras é que o consumo das famílias tenha crescimento de 2,8%.

Alta nos preços

A cesta com os 35 produtos mais consumidos em supermercados registrou, no acumulado de janeiro a abril, alta de 8,31% em relação ao mesmo período de 2021. No acumulado de 12 meses, os preços tiveram alta de 17,87%.

Os produtos com as maiores altas no primeiro quadrimestre de 2022 foram o leite longa vida (22,35%), o óleo de soja (20,38%), o feijão (19,71%) e a farinha de trigo (15,45%).

Leia mais  Ibovespa sobe 0,89% recuperando perdas; Dólar fecha estável

De acordo com Milan, os preços dos produtos têm sofrido diversas pressões inflacionárias, como o aumento dos custos com energia com a Guerra na Ucrânia. Para ele, é necessário reduzir, ainda que momentaneamente, os impostos para conseguir conter a alta inflacionária. “Pelo menos um período de corte desses impostos. Um esforço do governo federal, estadual, municipal no sentido de criar alternativas para a gente ter uma cesta básica desonerada”, defendeu.

Fonte: Agência Brasil

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Correntistas do BB (BBAS3) ganham nova funcionalidade pelo WhatsApp

Agência Brasil

Aneel realizá leilão que prevê até R$ 15,3 bilhões em investimentos

Agência Brasil

Desaceleração em 2022 com quedas nos valuations e menos aportes é um ajuste necessário, mas não uma catástrofe, apontam investidores

Guia do Investidor

Painel Telebrasil discutirá 5G, internet 3,0 e sustentabilidade

Agência Brasil

Prévia da inflação oficial é de 0,69% em junho

Agência Brasil

Reajustes salariais por negociações, em junho, chegam a 12%

Agência Brasil

Deixe seu comentário