Guia do Investidor
cvc divulgacao 1200x733 1
Notícias

CVC vai lucrar sem promover viagens? Confira a nova estratégia de mercado da companhia

A (CVCB3) é um dos principais nomes do turismo brasileiro no de capitais, e mostra sua força de mercado ao ser um dos grandes nomes das “agências de turismo” brasileiras, fazendo a mediação entre os viajantes e os demais processos das viagens. O tradicional negócio sempre fez muito sucesso, até que uma mundial mudou a realidade do mercado, e as viagens pararam da noite para o dia. Para evitar um novo fim de sua geração de caixa, a companhia teceu um ousado plano para rentabilizar e fidelizar seus clientes! Confira agora mais detalhes!

Assim, a CVC planeja um investimento de cerca de R$ 150 milhões em tecnologia, que incluirá desde a unificação do cadastro do consumidor no e-commerce e nas lojas físicas, passando pela criação de um marketplace de crédito e de um hub de pagamentos e culminando com a criação de um programa de fidelidade.

“Pretendemos criar o maior programa de fidelidade de viagens do , focado nos nossos quase 30 milhões de clientes”.

Afirma Leonel Andrade, CEO da CVC Corp, que já comandou a Losango, a Credicard e a Smiles. Previsto para ser lançado em setembro deste ano, o programa de fidelidade da CVC vai ser, segundo as palavras de Andrade, “multibandeira e multimarca”.

Leia mais  Ano começa com bolsa em disparada e dólar em queda

Vai permitir também acúmulo e resgate de pontos de todas as empresas do portfólio da CVC e deve ter um relacionamento próximo aos bancos, que são os principais compradores de pontos das empresas da área. A ideia é criar um grande hub de viagens que incluirá passagens aéreas de diversas companhias do Brasil e do mundo, hotéis, aluguéis de carros e assim por diante. “Vai ser uma grande coalizão”, afirma Andrade.

Ele contará com programas de benefícios, cashback e, não é difícil de imaginar, um clube para de pontos, a exemplo do que Andrade fez quando comandou a Smiles – a primeira a adotar essa estratégia no mundo.

O que poucos sabem é que a CVC já é motor no segmento de viagens dos programas de fidelidades de diversos bancos, como , , , Santander e até mesmo da Livelo. Quando um cliente resgata pontos para uma viagem nos programas dessas instituições é a tecnologia da CVC que faz toda a parte operacional. “Já sou parceiro dos bancos e quero agregar mais vantagens ao programa de fidelidade”, afirma Andrade.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

Nossas redes:

Leia mais

Com aumento de 104,7% prejuízo da CVC chega a R$ 166,8 milhões no 1T22

Leonardo Bruno

Pedidos de empréstimo para “viagem” crescem mais de 203% em um ano

Guia do Investidor

Ocupação hoteleira no Rio para o carnaval fora de época chega a 78%

Agência Brasil

Ibovespa segue “sem forças” nesta terça; Confira os destaques do mercado

Leonardo Bruno

CVC (CVCB3) fecha parceria com Comarch para operacionalizar programa de fidelidade

Victor Rodrigues

Ibovespa em queda: o fim das altas?

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário