Guia do Investidor
criptoativos
Notícias

De olho no mercado cripto: Itaú anuncia nova unidade focada na tokenização de ativos

O (ITUB4) anunciou a criação de uma nova unidade de negócio responsável pela transformação de em representações digitais, visando atingir um número maior de , além dos qualificados.

Em 31 de outubro de 2008, um criptógrafo de codinome Satoshi Nakamoto publicou um artigo intitulado “Bitcoin: a Peer-to-Peer Eletronic Cash System”. Na obra, o autor apresentava pela primeira vez uma espécie de base de dados global, descentralizada e altamente segura, que ele chamou de blockchain. O resto é história. O blockchain deu origem às moedas virtuais e com o passar dos anos começou a ser usado para a validação de contratos inteligentes, autenticação de propriedades intelectuais e até registro de informações médicas, como já ocorre na Estônia, o pequeno país do Leste Europeu.

Apesar dos notáveis avanços, o blockchain permaneceu distante do mercado de capitais. Ou melhor, permanecia. A barreira acaba de ser quebrada pelo, o que anunciou nesta quinta-feira, 14 de julho, o lançamento da Itaú Digital Assets, área que será responsável por ampliar o uso da tokenização de ativos na instituição.

Leia mais  Agenda de resultados do 3º trimestre: veja as datas

Assim, a criação da área será responsável por ampliar o uso da tokenização de ativos na instituição. A divisão vai responder pela tokenização de ativos financeiros, ou seja, pelo processo de transformação de ativos em representações digitais, os chamados , como um título ou uma ação numa rede blockchain. A unidade fará parte da diretoria de Mercados Globais, Tesouraria e América Latina do Itaú Unibanco, liderada por Pedro Lorenzini.

A Tokenização.

Portanto, a tokenização trará algumas mudanças. Para o investidor, a compra dos ativos financeiros não será feita nos bancos ou nas corretoras de investimentos, mas na plataforma da tokenizadora. No mesmo lugar, o investidor poderá negociar a venda no secundário, de acordo com a demanda de outros interessados.

“A tecnologia permite melhoria na precificação [dos ativos], trazer mais eficiência, acessibilidade a pequenos investidores e aumentar a liquidez dos ativos”, disse ela durante a apresentação da área.

Além da tokenização, a Itaú Digital Assets vai desenvolver uma plataforma, chamada de “token as a service”, onde ocorrerá a originação dos ativos, com assessoria na criação dos tokens, a emissão, distribuição e a custódia dos ativos, tudo desenvolvido no banco.

Leia mais  Petrobras (PETR4) racionaliza presença internacional: o que significa?

LULA OU BOLSONARO? Não corra o risco das eleições no Brasil: abra sua conta no exterior e proteja seu patrimônio

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Queda de 1,6% ofusca lucro de R$ 7,436 bilhões no resultado 2T22

Leonardo Bruno

Time de peso: Tebet tem ex-CEOs de Itaú, Sabesp, Natura e grandes nomes na Economia

Fernando Américo

Itaú terá o controle da Avenue? Banco compra 35% da corretora internacional

Cristiane Luzio Rodrigues

O veredito dos “Bancões”: Itaú, Santander e Bradesco revelam apostas para o PIB

Leonardo Bruno

Ainda vale a pena apostar no Itaú e no Nubank?

Leonardo Bruno

Itaú,Vale e Petrobras: Confira todas as indicações da Toro Investimentos para Julho

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário