Guia do Investidor
3 grandes investidores brasileiros
Notícias

Desaceleração leva investidores para segmentos tradicionais, diz especialista

O segundo aumento consecutivo de 0,75% na taxa de juros nos Estados Unidos sinaliza que o americano vai manter o ritmo de ajustes. Para , o cenário direciona os recursos das de tecnologia para segmentos consolidados. Projetos de energia renovável ou verde, como o de hidrogênio, continuam sendo atrativos em meio às instabilidades econômicas e geopolíticas, assim como , especialmente aquelas ligadas ao agronegócio.

Para Carlos Lobo, sócio do escritório Hughes Hubbard & Reed LLP, setores mais resilientes têm se destacado no interesse de investidores após um ciclo de alta liquidez promovido pelo FED, a autoridade monetária dos EUA.

“Neste momento de desaceleração, já vimos as mudanças no valuation de empresas de tecnologia e um direcionamento maior dos para setores menos sensíveis. Se pensamos no streaming, que cresceu exponencialmente por conta de uma antecipação do consumo durante a pandemia, sabemos que isso não deve se repetir. Já o setor de óleo e gás ou de energia, por exemplo, apresenta oportunidades ligadas a ESG e a projetos de prazos e ciclos mais longos. Essa desaceleração nos permite uma leitura de setor para setor”, diz o especialista.

Outro campo que ganha relevância é o de commodities, segundo Lobo, que tem ganhado valor, especialmente no agronegócio, por causa do aumento generalizado da inflação no mundo e da guerra na Ucrânia.

Leia mais  Após pregão dos sonhos, Ibovespa luta para operar no positivo nesta sexta-feira

No mercado de tecnologia, os investidores acompanham os ajustes nas empresas de tecnologia e têm se concentrado em fundos de private equity ligados a serviços financeiros e tecnologia da informação. Outra modalidade que mantém destaque, segundo Lobo, são operações de corporate venture capital (CVC), em que grandes companhias estruturam fundos para investirem em companhias de tecnologia que fornecerão inovação para seus negócios em menos tempo.

LULA OU BOLSONARO? Não corra o risco das eleições no : abra sua conta no exterior e proteja seu patrimônio

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Desaceleração leva investidores para segmentos tradicionais, diz especialista

Guia do Investidor

Conservador, moderado ou arrojado: qual é o meu perfil de investidor

Guia do Investidor

Desafios para investidores profissionais e amadores nos dias de hoje

Autor Convidado

Grupo Sabin anuncia novo investimento na startup Pickcells

Guia do Investidor

Desaceleração em 2022 com quedas nos valuations e menos aportes é um ajuste necessário, mas não uma catástrofe, apontam investidores

Guia do Investidor

Deixe seu comentário