Guia do Investidor
Free Unsplash@jocac
Notícias

Quanto um carro pode gerar de despesas em 1 ano? Saiba o que fazer para economizar

Quem tem carro, costuma dizer que ele é um membro da família, afinal suas despesas fixas são altas e ainda é preciso estar sempre preparado para qualquer eventualidade. Ou seja, não tem como cuidar da saúde financeira sem ter um olhar atento para os gastos com o veículo.

, , revisão, … É evidente que ter um carro vai muito além da .

Mas para entender a fundo quanto um veículo pode custar para o seu bolso ao longo de um ano, o Zul+, principal AutoTech da América Latina decidiu colocar tudo na ponta do lápis e te mostra como gerenciar os seus gastos da melhor maneira. Confira!

1. Combustível

O combustível é de longe o principal gasto de todo motorista. Por exemplo, um veículo que circula cerca de 1.200 quilômetros por mês e faça, aproximadamente 9,5 km/l, com a com médio de R$ 6,60, é possível estimar um gasto anual de, aproximadamente, R$ 9.999,00 , apenas abastecendo.

“Nos últimos meses, calcular os gastos com combustível tem sido um verdadeiro desafio. Por esse motivo, é importante manter anotações frequentes dos gastos, que inclusive, podem ser feitas com ajuda de aplicativos gratuitos, como o Zul+”, pontua André Brunetta, CEO do Zul+.

Leia mais  Hapvida (HAPV3) captará R$ 500 milhões por meio de debêntures simples

2. Pedágios

Por conta dos pedágios, uma viagem pode sair mais cara que o esperado. Além disso, as filas no pedágio, aumentam o tempo estimado para chegar ao local desejado.

Uma viagem da cidade de São Paulo até São Sebastião, por exemplo, que normalmente leva 3 horas, pode contabilizar 30 minutos de paradas, devido aos cinco pedágios do trajeto. Mas não é só o tempo que conta, com isso, há também o custo de manter o veículo ligado.

Nesse contexto, o brasileiro deve estudar soluções ágeis, econômicas e, claro, simplificadas que busquem atender suas necessidades no tão merecido momento de descanso.

Para que o motorista possa economizar tempo e dinheiro, a solução mais prática acaba sendo apostar nas TAGs. No serviço ofertado pelo aplicativo do Zul+ não há cobrança de mensalidade.

A TAG, que opera em pedágios de todo território nacional e em mais de 400 estacionamentos, pode ser solicitada no próprio aplicativo e possui dois formatos para recarga: pré-pago ou automático.

3. Seguro

O valor do seguro costuma representar 8% do valor total do carro. Mas as companhias também costumam considerar outras variáveis como perfil do condutor e modelo do veículo, No exemplo citado, o seguro custaria, em média, R$ 4 mil ao ano.

Leia mais  Novidade: Digio lança planos voltados para o mercado de seguros

“A dica é cotar o seguro para o seu veículo com diferentes empresas. E no Zul+ você consegue fazer isso de maneira simplificada. Basta digitar algumas informações que o app te levará a melhor oferta para o seu perfil e bolso”, explica Brunetta.

4. IPVA e licenciamento

A documentação (IPVA e licenciamento) anual do veículo varia de acordo com o estado de residência do proprietário. Em São Paulo, esse ano, ele corresponde a 4% do valor do automóvel na tabela FIPE.

Com a alta de , impulsionada pela COVID-19, os subiram em média 30%, em comparação ao ano passado. Sendo assim, um carro de 50 mil reais terá o valor do IPVA e licenciamento de aproximadamente, R$ 2.200.

Para ajudar a pagar os tributos automotivos, o Zul+ também oferece uma solução simplificada para motoristas de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. “No app, você pode consultar e pagar multas, IPVA e licenciamento do jeito que preferir: à vista no Pix ou em até 12x no cartão de crédito”, conta Brunetta.

Leia mais  Fitch mantém classificação de risco do Brasil em BB-

5. Manutenção

Por mais novo que o carro seja, ele exige manutenções periódicas. Cuidados como revisão a cada 10 mil KM e troca de óleo são imprescindíveis para a segurança e custam de R$ 300,00 a R$ 1.200,00 dependendo do modelo.

“O Zul+ trabalha para descomplicar cada vez mais a vida dos motoristas. Hoje já oferecemos a opção de registrar as revisões realizadas para criar um histórico de manutenção. Isso ajuda muito a organizar as despesas relacionadas ao veículo e também o valoriza na hora da venda. Mas trabalhamos para que nosso ecossistema de mobilidade seja ainda mais completo. Quem já conhece o Zul+ sabe: por aqui, a evolução é constante.”, conclui André.

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Vai ter briga? Governo de SP não dará reajuste e CCR (CCRO3) espera retratação

Cristiane Luzio

Vibra (VBBR3) disponibiliza Diesel Inverno na região Sul

Guia do Investidor

Endividamento preocupa e cenário traz atenção para os benefícios do seguro prestamista

Guia do Investidor

Demanda por seguros de autos tem alta de 30% em maio

Guia do Investidor

Demanda por seguros de autos tem alta de 21,9% em abril

Guia do Investidor

Por uma nova política de preços para os combustíveis

Deixe seu comentário