Economia brasileira deve crescer com redução tarifária do Mercosul

Economia brasileira deve crescer com redução tarifária do Mercosul

11 de abril de 2019 0 Por guiadoinvestidor

O ATIVO MAIS LURATIVO DO ANO: receba sinais de criptomoedas altamente lucrativos! Por apenas R$ 49,90 mensais você tem acesso a oportunidades de mais de 500% de lucro anual: https://universocripto.net/sinais/

Com o objetivo de dinamizar a agenda externa e aperfeiçoar os instrumentos favoráveis ao setor produtivo brasileiro. O governo federal tem buscado uma série de negociações entre os países pertencentes ao Mercosul. Assim uma das ações prioritárias da equipe do presidente Jair Bolsonaro nos 100 dias de governo é a redução tarifária entre os integrantes do grupo.

Então em janeiro deste ano, Bolsonaro e o presidente argentino, Mauricio Macri, se reuniram em Brasília. Assim conversaram a respeito dos rumos do Mercosul e sobre a revisão da Tarifa Externa Comum (TEC). Na ocasião, deixaram claro que os esforços entre os dois países estão sendo concentrados em dar continuidade à negociação de acordos comerciais e, ao mesmo tempo, promover uma redução unilateral das tarifas.

Para que isso aconteça, é necessário, entre outros pontos, revisar a Tarifa Externa Comum (TEC). A TEC estabelece alíquotas de impostos de importação iguais para todos os países do bloco. Essas alíquotas têm historicamente valores elevados em relação a outros países, o que explica o fato de a economia brasileira ser uma das mais fechadas do mundo.

Durante reunião do Grupo Mercado Comum (GMC) do Mercosul, realizada nos dias 20 e 21 de março, em Buenos Aires, ficou decidida a criação de um foro específico para elaborar uma proposta de revisão da tarifa, a ser apresentada até o final de 2019. Essa é a primeira vez em toda a história do Mercosul que acontecerá um exercício integral de revisão da TEC.

Com a implementação da nova Tarifa Externa Comum, o governo espera aumentar o potencial de crescimento da economia brasileira, associado a uma maior oferta de produtos e à queda na inflação, buscando reduzir desigualdades e ampliar o bem-estar da população.

100 dias de governo

Após o início da nova gestão, foram estabelecidas 35 metas prioritárias para os 100 primeiros dias de governo. As medidas trazem impactos significativos em áreas como saúde, educação, meio ambiente, segurança e combate à corrupção.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Economia

NÃO PERCA MAIS UMA DICA! CADASTRE SEU E-MAIL

PARTICIPE AGORA DO NOSSO FÓRUM!

O nosso fórum já está aberto para você tirar as suas dúvidas sobre investimento e debater sobre o que quiser. Sinta-se em casa, cadastre-se agora: http://guiadoinvestidor.com.br/forum/