Guia do Investidor
bitso
Empreendedorismo Notícias

Empreendedores na América Latina poderão receber financiamento em criptomoedas com a Bitso e Addem Capital

Com essa parceria, a Addem Capital espera receber mais de US$ 120 milhões de financiamento em criptomoedas nos próximos 24 meses.

A Bitso, plataforma de criptomoedas líder na América Latina, e Addem Capital, fundo de dívida inovador focado no latino-americano, uniram forças para facilitar o acesso ao capital para empreendedores da região por meio de criptomoedas.

Durante 2021, de tecnologia sediadas na América Latina conseguiram atrair mais de 15 bilhões de dólares em de capital de risco e, no primeiro semestre de 2021, aproximadamente 70% dos recursos foram para empresas em estágios iniciais de desenvolvimento.

Nesse sentido, a Addem Capital espera receber mais de US$ 120 milhões de financiamento em criptomoedas nos próximos 24 meses. Este novo passo em inovação representa uma opção de liquidez segura e acessível para a região, possibilitando aos institucionais na Europa, EUA e no México investirem em dólares, euros, pesos ou criptomoedas em indústrias emergentes.

Desta forma, a Bitso funciona como a plataforma que permite receber fundos internacionais em criptomoedas e convertê-los para as moedas locais que cada precisa. Essa ação facilita a distribuição de fundos e garante acesso a capital de dívida rápido, de baixo custo e escalável para aqueles que buscam oportunidades através da Addem Capital.

“Nossa missão na Bitso é tornar as criptomoedas úteis, por isso estamos muito animados em anunciar nossa parceria com a Addem Capital. Entendemos a grande oportunidade que as criptomoedas nos oferecem para revolucionar vários setores, dando aos acesso a ferramentas de e capital de forma mais rápida, simples e transparente, permitindo que seu desenvolvimento local prospere em uma global”

disse Carlos Lovera, Líder de Desenvolvimento de da Bitso.

Por meio dessa aliança, a Addem Capital – cuja missão é reduzir a lacuna no acesso ao financiamento em cinco setores da América Latina: fintech, agrotech, healtech, imobiliário e energias renováveis ​​- se torna o primeiro fundo da região a receber financiamento por meio de protocolos DeFi , ou finanças descentralizadas, após ter fechado uma primeira linha de financiamento com Goldfinch.

“Criptomoedas e protocolos DeFi têm potencial para se tornar um motor de inclusão financeira na América Latina, e é por isso que estamos muito animados em participar da construção dessa nova forma de financiamento com a Bitso como aliada. Nosso modelo intrinsecamente possui alguma complexidade operacional, e as criptomoedas vêm para revolucionar o modelo pelo qual operamos. Para alcançar a correta integração deste novo motor de liquidez, precisamos de aliados como a Bitso, que garantam a qualidade, segurança e a transparência que buscamos”

disse Pedro Cetina, cofundador e sócio-gerente da Addem Capital.

Nossas redes:

Leia mais

Micro, Pequenas e Médias Empresas: Comemorando o Empreendedorismo no Brasil

Autor Convidado

Gestão financeira para iniciar seu negócio

Juros Baixos

Será que vale a pena ser PJ?

Guia do Investidor

Vendas dos microempreendedores e autônomos caem 9,14% em abril

Guia do Investidor

Empreendedorismo: conheça 4 tipos, segundo professor da área

Guia do Investidor

Alfabetização financeira das micro e pequenas empresas brasileiras supera média de integrantes do G20

Guia do Investidor

Deixe seu comentário