Guia do Investidor
Cumbuca
Notícias

Fintech Cumbuca traz novo conceito de conta conjunta

Dentre as categorias de conta oferecidas ao público, principalmente pelos bancos tradicionais, está a . Embora não seja uma novidade para os dias atuais, é um serviço bastante comum para quem precisa dividir a gestão do dinheiro com uma ou mais pessoas.

Ainda assim, em decorrência das opções limitadas que a conta conjunta oferece, ela nunca chegou a ser realmente popular, respondendo a menos de 1% do total de contas bancárias no .

Por outro lado, a Cumbuca enxergou uma oportunidade nessa área e vem trazendo um novo conceito para a categoria. Confira!

O que há de novo?

Caso não saiba, existem dois tipos de conta conjunta: a conta conjunta solidária e a conta conjunta simples ou não solidária.

Enquanto a conta conjunta simples permite movimentações apenas com a autorização de cada um dos correntistas, a conta solidária não possui essa exigência.

Assim, quem quer ter uma conta conjunta só consegue obter extremos: uma opção muito burocrática, pois só permite transações se todos concordarem, ou muito “livre”, visto que qualquer um poderia movimentar sem que os demais saibam.

Leia mais  CCR (CCRO3) celebra o contrato de concessão por sua controlada Concessionária Rodovia Presidente Dutra

Considerando essas barreiras, a fintech Cumbuca trouxe uma nova proposta para contas conjuntas: é o conceito de “Multiplayer Banking”.

Como o Multiplayer Banking funciona?

Em resumo, ele funciona da seguinte maneira: cada um dos usuários tem um perfil individual na conta, mas todos podem habilitar permissões coletivas.

Dessa forma, cada usuário conseguirá movimentar inicialmente apenas o próprio valor que depositou em uma mesma conta. Mas é possível fazer com que o outro usuário também fique autorizado a fazer transações, bastando apenas configurar e personalizar as permissões.

Para ilustrar: imagine que uma pessoa coloque R$ 1.000 numa conta da Cumbuca e outra pessoa coloque R$ 1.000 na mesma conta. Inicialmente, cada uma das pessoas só poderá movimentar os R$ 1.000 que colocou, mas, se quiser, uma poderá habilitar a outra a movimentar os seus R$ 1.000.”

Brazil Journal, sobre o modelo de conta da fintech Cumbuca.

Além de determinar quem está autorizado a fazer transações numa conta Cumbuca, a plataforma também permite configurar a finalidade pela qual o dinheiro está sendo usado.

Os usuários podem personalizar tudo. Podem habilitar para que o uso do seu dinheiro fique limitado a gastos de alimentação, por exemplo, ou liberar apenas uma parte do dinheiro que colocou.”

Daniel Ruhman, fundador da Cumbuca, para o Brazil Journal.

Até então, a fintech estava operando em beta com um grupo de 100 famílias. Mas o lançamento oficial aconteceu nesta quinta-feira (20), ainda com o modelo de custódia. A plataforma da Cumbuca funcionará num modelo de assinaturas e pretende cobrar R$ 19,90 por mês por cada grupo de usuários.

Leia mais  Prejuízo Nubank em 2019: Veja quanto a Fintech perdeu

Investimentos e perspectivas futuras

Para impulsionar esse projeto, a Cumbuca levantou uma rodada de seed money com um grupo de investidores-anjo e fundos. Alguns deles, por exemplo, foram a Verve Capital, um dos primeiros investidores do Rei do Pitaco; Renato Freitas, um dos fundadores da 99; Fernando Gadotti, fundador do DogHero; e Pedro Sirotsky, da Barrah/B1.

Atualmente, o modelo da fintech é viável por conta da implementação do Open Finance, que criou a figura do “iniciador de pagamentos”, possibilitando que os usuários permitam outras pessoas ou empresas a mexerem em sua conta.

Por enquanto, o Banco Central liberou a licença de iniciador de pagamentos apenas para três empresas, como o WhatsApp, por exemplo. Mas a Cumbuca já entrou com o pedido e espera receber a licença no segundo semestre.

No futuro, a plataforma Cumbuca se tornar o app da família, ajudando não apenas a dividir os gastos e organizar as finanças, mas tudo que envolva decisões da casa.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

Nossas redes:

Leia mais

Recordes de Venture Capital e Private Equity alteram a dinâmica da liderança dos negócios

Guia do Investidor

Como a taxa de juros do cartão de crédito é calculada? Aprenda na prática

Gabriel Tavares

EBANX e VTEX anunciam parceria em pagamentos cross-border na América Latina

Victor Rodrigues

Dono da Amazon, Jeff Bezos anuncia investimento de US$ 45 milhões em Fintech Brasileira

Leonardo Bruno

Nubank (NUBR33) lança o NuPay nova solução de pagamento

Victor Rodrigues

Mais fácil: C6 Bank reduz valor mínimo para transferir pontos Átomos em programas de companhias aéreas

Victor Rodrigues

Deixe seu comentário