Guia do Investidor
posto de combustivel mcajr abr 1609210451
Agência Brasil Notícias

Gasolina fica 5,18% mais cara a partir de hoje nas refinarias

O litro da gasolina ficou R$ 0,20 mais caro a partir de hoje (18), nas refinarias da (PETR4). Com isso, o preço do combustível vendido para as distribuidoras passou de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro, um aumento de 5,18%.

Já o litro do diesel comercializado nas refinarias passou de R$ 4,91 para R$ 5,61, um aumento de R$ 0,70, ou 14,26%.

Gasolina

O preço final da gasolina, cobrado do consumidor, inclui ainda impostos, a mistura obrigatória de etanol anidro e as margens das distribuidoras e dos postos de gasolina. Segundo a Petrobras, a parcela da empresa no preço final ao consumidor passou de R$ 2,81 para R$ 2,96 por litro.

De acordo com a estatal, o combustível não era reajustado desde 11 de março, portanto, há 99 dias.

Diesel

Assim como acontece com a gasolina, o preço final do diesel, cobrado do consumidor, inclui impostos, margens de distribuidoras e postos de combustíveis e a adição obrigatória de biodiesel.

Segundo a empresa, a parcela da Petrobras no preço cobrado ao consumidor passará de R$ 4,42 para R$ 5,05 a cada litro vendido na bomba. O último reajuste ocorreu em 10 de maio, ou seja, há 39 dias.

Leia mais  Governo faz operação para levar milho para Norte, Nordeste e Centro-Oeste

Fonte: Agência Brasil

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

IPC-S recua em quatro capitais de maio para junho, diz FGV

Agência Brasil

Investimentos de fundos árabes no Brasil atingem US$ 20 bilhões

Agência Brasil

Inflação, taxas de câmbio e trabalho flexível moldam a mobilidade corporativa dos funcionários, de acordo com o estudo de Custo de Vida da Mercer

Guia do Investidor

BB (BBAS3) e agência francesa liberam 100 mi de euros para energia renovável

Agência Brasil

Os dias da retomada da economia Brasileira estão contados? É o que afirma ex-diretor do Bacen

Leonardo Bruno

Confiança Empresarial sobe 1,4 ponto em junho e registra sua quarta alta consecutiva

Guia do Investidor

Deixe seu comentário