Guia do Investidor
Câmbio Carteiras EUA Corretoras EUA Dicas Tributação

Guia de Como Começar a Investir no Exterior em 2021

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Se você faz parte do grupo de pessoas que tem interesse em investir no exterior, porém não sabe exatamente quais os requisitos ou como fazer, estamos aqui pra te ajudar!

Primeiramente, temos que explicar alguns conceitos sobre investimentos.

Muitos acreditam que somente grandes investidores têm acesso ao mercado externo, e isso já foi verdade. Contudo, com a nova regulação e tecnologias, qualquer um pode investir nos EUA de forma rápida e segura.

Quando você decide investir, esse processo deve ser intermediado por uma corretora no exterior.

Antigamente, os passos necessários para abrir uma conta no exterior eram demorados e complicados, muito disso, por conta que apenas investidores com milhões em patrimônio possuíam acesso.

Agora, algumas corretoras localizadas nos Estados Unidos já possuem suporte técnico em português. Além disso, o processo pode ser feito inteiramente online, dessa forma a conta fica pronta na hora ou em poucos dias.

O investimento pode ser feito dentro das corretoras, algumas já fazem o câmbio diretamente na plataforma, e assim, em alguns dias seus dólares estarão disponíveis!

Algumas fintechs ( empresas focadas em soluções financeiras digitais) oferecem aplicativos para facilitar essas transações com alguns cliques, e assim aumentam a segurança, além de garantir a legibilidade pelo Banco central.

Aqui no IG temos um guia rápido com algumas das melhores corretoras internacionais para você começar. Clique aqui para conferir!

As vantagens de se investir no exterior

  • Diversificação

Uma das vantagens de manter parte do seu portfólio no exterior é manter a diversificação da carteira.

Não é de hoje que o Brasil sofre com problemas econômicos e políticos. Estes fatores afetam diretamente o mercado financeiro brasileiro e assim, seus investimentos! Logo, manter ativos estrangeiros irá aumentar a estabilidade da sua carteira.

  • Exposição ao dólar

Considerando o baixo valor do real em relação ao dólar, manter uma segunda moeda pode ser o incentivo a mais que você precisa para investir.

O mercado americano conta com algumas das maiores empresas do mundo. Estas empresas possuem as melhores tecnologias e os melhores profissionais, o que lhes dá uma vantagem de crescimento em comparação as companhias brasileiras.

Além disso, se considerarmos as principais bolsas de valores nos EUA (Nasdaq e NYSE), estamos falando de mais de 5.500 empresas para decidir onde investir.

Quais as opções para investir no estrangeiro?

Para investir no exterior existem algumas opções. Em suma, você pode investir de 2 maneiras:

Diretamente no exterior, através de uma corretora americana, ou então, através da bolsa brasileira, utilizando as BDRs. Clique aqui para conferir o guia definitivo das BDRs preparada pela redação do investir global.

Vale lembrar que às duas opções te dão acesso aos ETFs, fundos de investimentos internacionais negociados em bolsa. Contudo, o mercado americano, por ser mais maduro, te dá milhares de opções além das poucas opções do mercado brasileiro. Caso este termo seja novo para você, clique aqui e confira uma explicação mais detalhada dos ETFs, e como você pode utiliza-los para fortalecer sua carteira de investimentos.

Mas por que investir no exterior ao invés das BDRs?

Uma opção pra quem se interessa pelo mercado externo são os títulos BDRs, que são representações dos ativos estrangeiros na bolsa brasileira, ou seja, são uma ferramenta pra facilitar essas operações. Contudo, nesse momento entra um ponto importante: a tributação.

Quando se trata do investimento diretamente no exterior, existe isenção de impostos em movimentação de venda de ate R$ 35 mil a.m , Contudo as BDRs não contam com essa isenção tributária. Se houver ganho de capital, o investidor deve pagar necessariamente 15% de imposto sobre o ganho, enquanto o investimento direto no exterior, conforme citado, conta com uma isenção para movimentações de venda equivalente a até R$ 35 mil por mês.

Por exemplo, colocando em números: Se você vender uma carteira BDRs avaliada em 35 mil reais, pagará diretamente R$ 5.250 em impostos, realizando essa venda todos os meses ao longo de um ano, você terá pago R$ 63.000 apenas em tributações. (Considerando apenas as tributações exclusivas das operações de BDRs e excluindo taxas de IOF)

Por outro lado, um investimento direto no exterior não teria essa taxa, e esse valor faz muita diferença para o pequeno investidor.

Contudo, as vantagens não valem nada se você optar em investir em alguma empresa em situação ruim, então não deixe de estudar suas opções!

Não deixe de conferir também as 4 melhores ações americanas para se investir em 2021 clicando aqui.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Com primeira queda da Selic em 2024, onde investir?

Fernando Américo

Luta livre na Netflix: streaming investe R$ 5 bilhões no setor

Lara Donnola

Explorando o Potencial do Forex Trading: Uma Visão Detalhada sobre o que é

Guia do Investidor

Onde investir em 2024? Como ter maiores rendimentos

Guia do Investidor

As favoritas: confira as BDRs mais indicadas para Janeiro

Leonardo Bruno

As melhores BDRs para comprar em 2024

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário