Guia do Investidor
Notícias

Inepar (INEP4) aprova aumento de capital com conversão de R$ 26,29 em debêntures

A companhia Inepar Indústria e Construções (INEP4) anunciou um novo ! A empresa está se preparando para trazer mais liquidez a seus ativos, e para isso elaborou uma interessante estratégia! Confira agora mais detalhes!

Assim, a Inepar, que está em recuperação judicial, informou nesta madrugada que seu conselho de administração homologou o aumento do da companhia no valor de R$ 26,29 milhões mediante a emissão de 7.431.300 novas ordinárias. Portanto, o capital social da empresa passa de R$ 437.530.035,91 para R$ 463.826.251,91.

As ações emitidas resultantes da conversão das possuem as mesmas características e condições e gozarão dos mesmos direitos e vantagens atribuídos às demais ações ordinárias de emissão da Companhia”.

diz comunicado da Inepar.

Debêntures ou ações?

No entanto, se você é um novo investidor, pode estar se perguntando: afinal, o que é uma debênture? Nós do Guia do Investidor temos essa preocupação, portanto, vamos explicar rapidamente este conceito.

Uma debênture, de forma resumida, é um título de dívida. Ou seja, investimento em debêntures nada mais é que um para que não sejam uma instituição financeira ou uma instituição de crédito imobiliário. No entanto, ao invés de recorrer aos bancos e suas altas taxas para estes empréstimos, a companhia recorre aos do de capitais.

Leia mais  Ações para ter em uma recessão global, segundo Itaú BBA

Em outras palavras, funciona da seguinte forma: uma empresa necessita de uma quantidade de para fazer algum investimento de expansão dos negócios ou, até mesmo, pagar débitos. Dessa forma, em vez de procurar um empréstimo no banco (que costuma ter custos mais altos), ela lança debêntures no mercado para captar recursos.

Desse modo, neste contexto, a alteração ocorreu em razão da conversão das debêntures da 6ª, 8ª e 10ª emissões. As debêntures objeto de conversão foram aprovadas em cumprimento ao plano de recuperação judicial apresentado pela companhia e demais sociedades de seu grupo, aprovado na assembleia geral de credores em 13 de maio de 2015 e homologado judicialmente em 21 de maio de 2015.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Alphaville (AVLL3) avalia oferta primária de ações ou aumento de capital privado de R$ 250 milhões

Ruan Sousa

Gol (GOLL4) aprova aumento de capital de até R$ 2,9 bilhões

Ruan Sousa

Alper (APER3) aprova aumento de capital de até R$ 150 milhões

Ruan Sousa

Localiza (RENT3) faz 10ª emissão de debêntures no valor total de R$ 1,45 bilhão

Ruan Sousa

Bradesco (BBDC4) tem aprovação do AGE para o aumento de capital de R$ 4 bilhões com bonificação em ações

Ruan Sousa

AES Brasil (AESB3) lança R$ 500 milhões em debêntures verdes de 20 anos

Victor Rodrigues

Deixe seu comentário