IPO do Uber deve sair em abril deste ano

IPO do Uber deve sair em abril deste ano

16 de março de 2019 2 Por guiadoinvestidor

Pessoas a par do assunto comentaram que o IPO do Uber deve sair em abril deste ano. Isto é, provavelmente o Uber atingirá os mercados públicos logo após sua concorrente Lyft concluir sua IPO. Entretanto, o Uber se recusou a comentar o assunto.

A disputa entre ambos se estende a uma rivalidade de longa data. As empresas deficitárias lutam entre si por motoristas desde o início.

Uber vs Lyft

Os negócios da Uber são muito maiores e mais diversificados do que os da Lyft. Assim, a empresa se moveu com relativa rapidez para abrir o capital. Já que ambas as empresas apresentaram documentos confidenciais para uma oferta pública inicial em dezembro.

A Uber, uma empresa global de logística e transporte avaliada em US$ 76 bilhões no mercado privado, está buscando uma avaliação de até US$ 120 bilhões. No entanto, alguns analistas avaliaram seu valor próximo a US$ 100 bilhões, com base em dados financeiros selecionados.

Segue o caminho A Lyft, empresa menor, que tem locação e aluguel de bicicletas nos Estados Unidos e em várias cidades do Canadá. Esta busca uma avaliação de US$ 20 bilhões a US$ 25 bilhões. O que é acima de sua avaliação de US$ 15 bilhões como empresa privada.

Acima de tudo, ambas estão posicionadas para dar início a uma série de estreias públicas muito esperadas. Empresas de tecnologia altamente valorizadas vão energizar o mercado de IPOs após um início de ano tranquilo.

Ambas as empresas podem se beneficiar do fato de a Lyft se juntar aos mercados públicos primeiro.

Estar à frente de seu rival maior permite que a Lyft aproveite a demanda reprimida dos investidores. Estes buscam empresas de tecnologia de alto crescimento, em vez de ceder o capital de investidores disponível para a Uber. E um IPO bem-sucedido para a Lyft permitiria que a Uber se beneficiasse da euforia do mercado, exigindo uma alta avaliação.

Receitas e perdas

A receita da Uber no ano passado foi de US$ 11,3 bilhões. Enquanto as reservas brutas de viagens foram de US$ 50 bilhões. Entretanto, a empresa perdeu US$ 3,3 bilhões. Isto é, excluindo os ganhos com a venda de suas unidades de negócios. Ambas no exterior, sendo na Rússia e no Sudeste Asiático.

A receita da Lyft no ano passado foi de US$ 2,2 bilhões. Com US$ 8,1 bilhões em reservas brutas de carona. A empresa perdeu US$ 911 milhões.

A Uber terá o desafio de explicar e vender aos investidores um negócio mais complexo e menos focado que o da Lyft.

Os negócios da Uber operam em mais de 70 países e incluem não apenas passeios de ida e volta. Mass também aluguel de bicicletas e scooters, transporte de cargas, entrega de comida e uma dispendiosa divisão de carros autônomos.

O Vision Fund da SoftBank e a Toyota Motor Corp fazem parte de um consórcio de investidores em negociações. Estes querem investir US$ 1 bilhão na unidade automotiva autônoma da Uber, informou a Reuters nesta quarta-feira. Assumir grandes investidores que influenciarão um negócio importante é um movimento incomum para uma empresa tão próxima a um IPO.

A diretora executiva da Uber, Dara Khosrowshahi, terá a tarefa de convencer os investidores. Será que ela conseguirá explicar como mudou com sucesso a cultura e as práticas de negócios da empresa após uma série de escândalos constrangedores nos últimos dois anos?

Em conclusão, a empresa está envolvida em alegações de assédio sexual. Além disso, enorme violação de dados que foi ocultada pelos reguladores. Uso de software ilícito para fugir das autoridades e alegações de suborno no exterior. O futuro do Uber ainda é incerto.

NÃO PERCA MAIS UMA DICA! CADASTRE SEU E-MAIL

PARTICIPE AGORA DO NOSSO FÓRUM!

O nosso fórum já está aberto para você tirar as suas dúvidas sobre investimento e debater sobre o que quiser. Sinta-se em casa, cadastre-se agora: http://guiadoinvestidor.com.br/forum/