Guia do Investidor
irani padrao2024
Notícias

Irani reporta lucro líquido de  R$ 40,6 milhões no 1T24

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A margem Ebitda ajustada foi de 30,5% no trimestre, representando aumento de 1,4 ponto percentual em relação ao trimestre anterior.

Na terça-feira (30), a Irani, uma das principais indústrias nacionais de embalagens sustentáveis a base de papel e papelão ondulado, reportou seus resultados no 1T24, registrando um lucro líquido de R$ 40,6 milhões.

As receitas do setor de papel e embalagens somaram R$ 383,6 milhões entre Janeiro e Março, uma redução de 5,7% sobre o mesmo período de 2023. Já o resultado do Ebitda totalizou R$ 127,3 milhões no 1T, registrando uma queda de 21,4% na comparação anual.

margem Ebitda ajustada foi de 30,5% no trimestre, representando aumento de 1,4 ponto percentual em relação ao trimestre anterior e queda de 1,0 ponto percentual no comparativo anual.

De acordo com informações da Irani, a redução no comparativo com o 1T23 está relacionada à:

  • A variação do valor justo dos ativos biológicos, menor neste trimestre em relação ao 1T23;
  • Redução dos preços no segmento embalagens sustentáveis, o que ocasionou menor margem de lucro;
  • Aumento da depreciação devido a Plataforma Gaia e também ao aumento da despesa financeira pelos desembolsos dos investimentos;
  • Reconhecimento de juros dos financiamentos que estavam sendo imobilizados nos projetos que tiveram startup desde então.
Leia mais  Primeira parcela do 13º salário do INSS será paga nesta 5ª feira

Irani capta R$ 300 milhões em rodada de debêntures

A Irani (RANI3), empresa do setor de papel e embalagens, anunciou a captação de R$ 300 milhões por meio da emissão de debêntures. A captação foi realizada em parceria com instituições financeiras, incluindo o Itaú BBA, o Banco Safra e o Banco Santander.

O montante total captado será distribuído entre as instituições da seguinte forma: R$ 100 milhões com o Itaú BBA, R$ 120 milhões com o Banco Safra e R$ 80 milhões com o Banco Santander.

As debêntures emitidas possuem um custo médio de CDI + 1,8% ao ano e um prazo de vencimento de 5 anos. Esse custo representa o rendimento que os investidores receberão sobre os títulos durante o período.

A utilização dos recursos captados foi destinada à liquidação integral de debêntures emitidas anteriormente. No caso, foram liquidadas debêntures da série CELU13, cujo principal totalizava R$ 505 milhões. Essas debêntures possuíam um custo mais elevado, sendo atrelado ao CDI + 4,5% ao ano.

A captação de recursos por meio da emissão de debêntures é uma estratégia comum adotada por empresas para financiar suas atividades e realizar investimentos. No caso da Irani, a captação permitiu não apenas levantar recursos para quitar dívidas de custo mais elevado, mas também melhorar sua estrutura de endividamento ao substituir passivos caros por passivos com custo mais baixo.

Leia mais  Petrobras reduz preço do gás natural em 2%

A escolha de instituições financeiras renomadas como parceiras nessa captação também demonstra a confiança do mercado na solidez financeira da Irani e em sua capacidade de honrar seus compromissos. Além disso, a emissão de debêntures oferece aos investidores a oportunidade de diversificar suas carteiras por meio de investimentos em títulos de renda fixa.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

BNDES disponibilizará R$ 66,5 bilhões para Plano Safra 2024/2025

Agência Brasil

Mercado reduz previsão da inflação de 4,02% para 4% em 2024

Agência Brasil

Aeroporto de Porto Alegre reinicia embarque e desembarque

Agência Brasil

União pagou R$ 5,68 bilhões de dívidas de estados no primeiro semestre

Agência Brasil

Economia brasileira cresce abaixo do esperado em maio

Agência Brasil

Dólar se valoriza após atentado contra Trump e fecha a R$ 5,44

Agência Brasil

Deixe seu comentário