Guia do Investidor
Educação financeira

IRF-M: O índice do mercado de Renda Fixa

O índice IRF-M é um dos mais utilizados para a medição de no de . Então veja mais sobre o assunto!

Existem diversos índices que medem os investimentos em renda fixa e o IRF-M é um dos mais lembrados. Dessa forma, se torna muito importante conhecê-lo e saber como ele funciona no mercado de renda fixa.

O que é IRF-M?

O IRF-M (Índice de Renda Fixa do Mercado), é um indicador para realizar a medição dos títulos de renda fixa. Ele serve para títulos prefixados e para todo o mercado de renda fixa no Brasil.

São ao todo dois títulos públicos federais que esse índice compõe:

  • Notas do Tesouro Nacional Série FNTN-F
  • Letras do Tesouro Nacional

Então rigorosamente falando, esses dois títulos são base do mercado de renda fixa. Porém eles são baseados na taxa de juros. Os investidores aqui no tem preferido o mercado de renda fixa e a poupança.

A Anbima (Associação Nacional das Instituições do Mercado Aberto) é quem faz a divulgação desse índice. O IRF-M possui dois subíndices:

  • : contém títulos onde o vencimento é de até 1 ano
  • IRF-M 1+: títulos com vencimento acima de um ano
Leia mais  Alavancagem Financeira na Bolsa: O que é e quais os riscos

Dessa forma, o IRF-M é o resultado da soma desses dois índices que foram citados acima. De acordo com o indice podemos verificar o desempenho desses títulos de renda fixa.

Assim, esse índice fará a análise dos títulos prefixados, ou seja, que já possuem renda estabelecida. Dois exemplos de prefixados são os que já foram citados anteriormente (Letras e Notas).

Portanto é muito importante conhecer esse índice, pois assim será muito mais fácil saber quando . E o mercado de renda fixa ainda continua sendo uma boa opção para os .

LULA OU BOLSONARO? Não corra o risco das eleições no Brasil: abra sua conta no exterior e proteja seu

no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Quase metade das fintechs brasileiras receberam investimentos nos últimos anos, mostra estudo da Deloitte e Abstartups

Guia do Investidor

Veja como fica o mercado de investimentos com a taxa Selic a 13,75%

Guia do Investidor

Desaceleração leva investidores para segmentos tradicionais, diz especialista

Guia do Investidor

Desaceleração leva investidores para segmentos tradicionais, diz especialista

Guia do Investidor

Pesquisa: Investidores manterão aportes em startups, apesar de juros altos

Guia do Investidor

Deixe seu comentário