Guia do Investidor
chelsea torcida
Notícias

Liga inglesa aprova venda do Chelsea por US$ 5,3 bilhões para consóricio Boehly-Clearlake

O conselho da Premier League, a liga profissional de futebol da Inglaterra anunciou nesta manhã que aprovou a venda do Chelsea FC ao consórcio Boehly-Clearlake por £4,25 bilhões (US$ 5,3 bilhões). A conclusão da aquisição depende agora de liberação do governo do Reino Unido.

“O Conselho aplicou o Teste de Proprietários e Diretores da Premier League a todos os diretores em potencial e realizou a devida diligência necessária. Os [integrantes] do consórcio que compra o clube são afiliados do Clearlake Capital Group, LP, Todd Boehly, Hansjorg Wyss e Mark Walter”, informou a Premier League em comunicado.

O grupo é liderado por Todd Boehly, um dos donos do time de beisebol Los Angeles Dodgers e da equipe de basquete feminino Los Angeles Sparks. Também possui participação no Los Angeles Lakers, franquia da NBA. O Chelsea confirmou em 6 de maio acordo de aquisição por £2,5 bilhões (US$ 3,1 bilhões na cotação desta 3ª feira) com o consórcio Boehly-Clearlake.

Em comunicado, o clube afirmou que valor da compra será depositado em uma conta bancária do Reino Unido. O lucro da venda será doado para causas de caridade. O grupo também se comprometeu a investir £1,75 bilhão (US$ 2,2 bilhões na cotação desta 3ª feira) a serem divididos entre: os estádios Stamford Bridge e Kingsmeadow, o time feminino, além de um contínuo financiamento na Fundação Chelsea. Desde 10 de março, o clube funciona sob uma licença de operação concedida pelo governo britânico.

Leia mais  BR Properties vai vender edifícios comerciais

O documento expira em 31 de maio. De acordo com apuração da BBC, uma fonte do governo britânico informou que a compra precisa ser concluída até início de junho. A Premier League se reúne em junho para conceder licença aos clubes para participarem da próxima temporada do campeonato. Prevista para iniciar em 6 de agosto.

Toda a novela da aquisição se iniciou com a invasão Rússia na Ucrânia, já que o antigo dono do clube, o magnata Russo Roman Abramovich possuí ligações com o governo russo. Assim, logo que o conflito explodiu, as pressões para que o empresário se desligasse completamente do clube começaram. Os “blues” como são conhecidos na Inglaterra, são os atuais campeões da Liga dos Campeões da Europa, a principal competição do velho continente.

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Deixe seu comentário