Guia do Investidor
Imagem/Reprodução Lula foto oficial Palácio do Planalto
Notícias

Lula alcança 54% de aprovação, o maior índice, revela Quaest

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

  • Na pesquisa mais recente divulgada pela Quaest, indica-se um aumento significativo na aprovação do presidente Lula entre os brasileiros
  • Esse índice de aprovação é o mais alto registrado nos últimos 7 meses
  • A pesquisa também revela que houve uma queda na desaprovação de Lula, que passou de 47% para 43% no mesmo período

Na mais recente pesquisa Genial/Quaest, divulgada em 10 de julho, os resultados indicam um aumento significativo na aprovação do presidente Lula entre os eleitores brasileiros. Segundo os dados coletados entre 5 e 8 de julho, 54% dos entrevistados afirmaram aprovar o trabalho do mandatário. O que representa, contudo, um crescimento de 4 pontos percentuais em relação ao levantamento anterior realizado em maio deste ano.

Esse índice de aprovação é o mais alto registrado nos últimos 7 meses. A pesquisa também revela que houve uma queda na desaprovação de Lula, que passou de 47% para 43% no mesmo período. Alcançando, no entanto, o patamar mais baixo desde dezembro do ano passado.

Apenas 4% dos entrevistados não responderam à pesquisa. Análises mais detalhadas dos dados mostram oscilações positivas na aprovação de Lula. Dessa forma, em diversos segmentos da amostra. Destacam-se os aumentos significativos entre mulheres (de 54% para 57%); pardos (de 54% para 59%) e pretos (de 56% para 59%).

Além disso, eleitores com idade entre 35 e 59 anos demonstraram um aumento na aprovação, passando de 50% para 56%. Também houve crescimento na aprovação entre eleitores com nível de escolaridade até o Ensino Fundamental (de 60% para 65%). E renda familiar mensal de até 2 salários mínimos (de 62% para 69%). Um dos destaques da pesquisa foi a tendência de crescimento na diferença entre aprovação e desaprovação entre as mulheres. O que, portanto, aumentou de 6 pontos percentuais (51% contra 45%) em fevereiro para 18 pontos percentuais (57% contra 39%) em julho.

Demais mudanças significativas

Além disso, o grupo dos evangélicos também apresentou uma mudança significativa, passando de uma desaprovação que superava a aprovação em 27 pontos percentuais em fevereiro. Portanto, para uma diferença de 10 pontos percentuais. No contexto regional, observou-se um aumento na aprovação entre eleitores do Sudeste, onde a aprovação agora empata com a desaprovação. Assim, subindo de 42% para 48%.

Leia mais  O fim da Shein, Aliexpress e Shopee no Brasil? Governo quer taxar pequenas compras internacionais

No Centro-Oeste e Norte, regiões consideradas conjuntamente devido à amostra reduzida, a aprovação cresceu de 42% para 53%. Esses dados refletem uma mudança significativa na percepção pública em relação ao governo de Lula, mostrando uma melhoria na avaliação por parte de diferentes segmentos da população brasileira, o que pode influenciar cenários políticos futuros.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Na última pesquisa Genial/Quaest, divulgada recentemente, observou-se uma dinâmica variada na avaliação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva por diferentes regiões e segmentos da população brasileira. Entre os estados do Sul, houve uma leve queda na aprovação de Lula. Esta, que passou de 47% para 43%, ainda superior ao índice registrado em fevereiro, que era de 40%.

Leia mais  Governo Lula acumula déficit de R$ 252,9 bi em 12 meses

Em contrapartida, o Nordeste se destacou como a região com maior apoio ao presidente. Registrando, assim, uma aprovação de 69% e uma reprovação de 28%.

No que diz respeito à avaliação geral do governo, houve um aumento nas visões positivas, que subiram de 33% para 36% nos últimos dois meses. Alcançando o melhor resultado desde dezembro de 2023. Por outro lado, as opiniões negativas diminuíram em 3 pontos percentuais, chegando a 30%, um nível similar ao das avaliações consideradas regulares.

Os dados revelam uma melhoria significativa na percepção do governo entre eleitores com menor nível de escolaridade, cuja aprovação subiu de 45% para 50%, e entre aqueles com renda familiar mensal de até 2 salários mínimos, com aumento de 44% para 48%. Além disso, os eleitores de cor parda também apresentaram um crescimento na aprovação, passando de 34% para 40%.

Esses resultados indicam uma mudança nas percepções sobre o governo de Lula, com um apoio crescente em diversas camadas da sociedade brasileira, o que pode influenciar significativamente o cenário político e eleitoral nos próximos meses.

Leia mais  Investimento estrangeiro sob governo Lula despenca 40%

Metodologia

A pesquisa Genial/Quaest entrevistou 2.000 eleitores brasileiros com 16 anos ou mais, abrangendo todas as regiões do país, durante os dias 5 e 8 de julho. Os dados, contudo, foram coletados por meio de entrevistas face a face utilizando questionários estruturados. A margem de erro estimada para o levantamento é de 3,1 pontos percentuais para cima ou para baixo, considerando a amostra total. Para grupos específicos da amostra, a margem de erro pode variar conforme o tamanho de cada segmento.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%, o que indica que, se o estudo fosse repetido sob as mesmas condições e no mesmo período, há uma probabilidade de 95% de os resultados se manterem dentro da margem de erro estabelecida.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Linha do Tempo: Tentativas de assassinatos presidenciais nos EUA

Paola Rocha Schwartz

“Erro Petista”: Críticas a Lula por reativação da indústria naval

Paola Rocha Schwartz

Governo Lula estuda liberar “jogo do tigrinho”

Márcia Alves

Haddas: “Toda exceção acaba prejudicando a reforma tributária”

Paola Rocha Schwartz

Quaest: 63% dos brasileiros veem queda no poder de compra

Paola Rocha Schwartz

Governo Lula propõe aumento dos tributos empresariais

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário