Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Netflix (NFLX34) demite mais 300 funcionários para amortecer debandada de assinantes e queda de receita

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

No momento em que busca reequilibrar os gastos, a Netflix (NFLX34) realizou importante comunicado oficial, do interesse dos seus acionistas e do mercado. Desse modo, a companhia resolveu implementar mais uma agenda de cortes de funcionários.

Segundo a Bloomberg, a partir de notícia publicada primeiro na Variety, a gigante do streaming demitiu pelo menos 300 colaboradores. Isto é, de diferentes departamentos da empresa.

Nesse sentido, os mais afetados foram os que estão baseados nos Estados Unidos. Assim, uma nova rodada de cortes é duas vezes maior do que a registrada em maio.

Desse modo, executivos da Netflix disseram, internamente, que os investimentos não pararam de acontecer. Contudo, que o momento inspira cuidados para que os custos não ultrapassem a receita gerada pela companhia.

Diante disso, cerca de 200 mil assinantes abandonaram a plataforma no primeiro trimestre deste ano, o que chacoalhou o modelo de negócio fincado em assinatura.

Leia mais  Netflix supera projeções com US$ 8,5 bilhões em receitas no terceiro trimestre

Dessa forma, as ações da empresa caíram e, junto a elas, a moral dos funcionários.

Logo, analistas de mercado dizem que a queda de assinantes foi provocada, em parte, pelo aumento do preço dos pacotes, reajustado em janeiro.

Somado a isso, os concorrentes, como Amazon e Disney, estão registrando bons desempenhos com crescimento, inclusive, de assinaturas.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Plano mais barato da Netflix registra aumento de 10,6%

Márcia Alves

Netflix registra crescimento no número de assinantes

Márcia Alves

Netflix Preço-Alvo 2024: confira as recomendações

Leonardo Bruno

Luta livre na Netflix: streaming investe R$ 5 bilhões no setor

Lara Donnola

Netflix supera projeções com US$ 8,5 bilhões em receitas no terceiro trimestre

Guia do Investidor

Tristeza dos assinantes, Alegria dos investidores: Netflix dispara após fim do compratilhamento de contas

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário