Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Nordeste tem alta de mais de 20% em fusões e aquisições, diz KPMG

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A região Nordeste do Brasil registrou 17 operações de fusões e aquisições no primeiro trimestre de 2022, um aumento de mais de 20% na comparação com o mesmo período do ano anterior, quando foram registradas 14 transações. Os números do Nordeste correspondem a 3,07% das 553 transações realizadas no primeiro trimestre deste ano no país. São Paulo lidera nacionalmente, com 381 transações, atingindo 69% do total. Os dados constam na pesquisa da KPMG realizada trimestralmente com 43 setores da economia brasileira.

Segundo o conteúdo, de janeiro a março deste ano, foram realizadas operações nos seguintes estados nordestinos: Bahia (2), Ceará (4), Paraíba (5), Pernambuco (2), Rio Grande do Norte (3) e Sergipe (1).

“Os números evidenciam que a Região Nordeste apresenta operações de fusões e aquisições de forma distribuída entre os estados. A alta no número de operações também mostra que a região está alinhada com o crescimento registrado no país. Esse indicador está alinhado com o fortalecimento da economia e dos negócios na região”

afirma o sócio de mercados regionais da KPMG, Paulo Ferezin.

image 93

Alta de fusões e aquisições também no Brasil:

Leia mais  Fusões e aquisições caem 21,5% no Nordeste, diz KPMG

A pesquisa da KPMG, realizada com empresas de 43 setores da economia brasileira, também revelou que o número de fusões e aquisições no primeiro trimestre deste ano aumentou quase 50% em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a março de 2022 foram 553, contra 375 negociadas em 2021. Em todo o ano passado, foram realizadas 1.963 operações.
 

“A pesquisa mostra que os processos de fusões e aquisições de empresas brasileiras continuam bastante aquecidos tanto para transações domésticas como para transações de empresas estrangeiras fazendo aquisições no Brasil. Esses números são bastante animadores para o ano apesar dos desafios que ainda se apresentam no contexto econômico local e internacional” 

analisa o sócio da KPMG, Luís Motta.

Sobre os setores que mais fizeram transações, empresas de internet continuam liderando com 242, seguidas por tecnologia da informação com 83, e prestadoras de serviços com 35. Outros segmentos que se destacaram foram instituições financeiras com 26, telecomunicação e mídia com 20, educação com 19, hospitais e clínicas com 16, seguros com 13, e transporte com 12.

Leia mais  Norte tem queda de 41,2% em fusões e aquisições em 2022, diz KPMG

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Meta em conversas para comprar detentora da marca Rayban

Paola Rocha Schwartz

Ligga, do Paraná, oferece R$ 1 bilhão pela ClientCo da Oi

Paola Rocha Schwartz

Incorporação de ações Dexxos é concluída com sucesso

Fernando Américo

Azul avalia fusão com Gol em até três meses, revela jornal

Paola Rocha Schwartz

BTG Pactual (BPAC11) adquire banco americano M.Y. Safra Bank

Paola Rocha Schwartz

Dasa e Amil formam a segunda maior rede de hospitais do Brasil

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário