Guia do Investidor
noticias do dia
Newsletter Notícias

Destaques do dia (11) – Bolsa, Economia e Política

Neste artigo iremos te apresentar as notícias mais relevantes do Mercado. Para que você fique antenado com tudo que rolou hoje no Mercado Financeiro e nas questões políticas que impactaram diretamente na do nosso país. Leia o artigo abaixo e se prepare para o dia de amanhã.

Mais países devem sofrer cortes nos , diz S&P Global

Governos ao redor do mundo provavelmente irão enfrentar mais cortes nos ratings de crédito, uma vez que o custo econômico do continua cobrando seu preço, afirmou a S&P Global nesta segunda-feira.

A S&P revisou 90 países, dois terços deles desde o começo de março, rebaixando a nota ou cortando a perspectiva em quase metade dos casos.

Atualmente, a S&P atribui perspectiva (outlook) negativa a 25 países –na prática um alerta de rebaixamento–, ante apenas seis com perspectiva positiva e 104 com outlook estável.

diz que veto a auxílio para Estados atenderá 100% a Guedes

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que sua decisão sobre veto a projeto de auxílio a Estados e municípios aprovado pelo Congresso atenderá em 100 por cento a posição do ministro da Economia, .

Leia mais  Destaques do dia (08) - Bolsa, Economia e Política

Segundo Bolsonaro, houve pedido dos governadores para que ele decida na quarta-feira sobre a sanção ou veto do projeto de ajuda aos Estados e municípios, com repasses de 60 bilhões de reais aos entes. Bolsonaro já alertou que pode vetar trecho da proposta que exclui algumas categorias do congelamento de salário previsto aos servidores públicos.

Pedidos de seguro- no Brasil sobem 22,1% em abril

Os pedidos de seguro-desemprego no Brasil aumentaram 22,1% em abril na comparação com o mesmo mês do ano passado, para 748,5 mil, e o governo estima que haja até 250 mil pedidos do benefício represados no ano em meio às dificuldades impostas pelo isolamento social por causa do surto do novo coronavírus.

Em nota divulgada nesta segunda-feira, o Ministério da Economia disse que esses pedidos represados poderão ser feitos nos próximos meses, já que o trabalhador tem até 120 dias para solicitar o benefício depois de perder o emprego.

de frango do Brasil cai 4,7% em abril

As exportações brasileiras de carne de frango caíram 4,7% em abril em relação a igual período de 2019, mas no acumulado dos quatro primeiros meses do ano registraram avanço de 5,1% no volume embarcado, disse a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) nesta segunda-feira.

Leia mais  Peso Argentino se recupera 5% após a perda

Apesar do recuo mensal, tratado por representantes do setor e ouvidos pela Reuters como pontual, decorrente de feriados de abril e dos efeitos do coronavírus, as perspectivas para o setor seguem positivas.

GE, Siemens Gamesa e lideram instalação de turbinas eólicas no Brasil em 2019

A norte-americana GE (GE) liderou a instalação de novas turbinas eólicas no Brasil em 2019, seguida pela Siemens-Gamesa (SGRE) e pela fabricante local WEG (WEGE3), de acordo com relatório da consultoria Wood Mackenzie divulgado nesta segunda-feira.

Enquanto a GE manteve a posição de líder no Brasil, ao ver a participação no mercado atingir 55,8%, ante 30,9% em 2018, a dinamarquesa Vestas (VWS) caiu da segunda posição para o quinto posto, com apenas 2,8% das turbinas instaladas no país em 2019, contra 19,1% no ano anterior.

Em cinco dias, Brasil exporta metade do volume de soja embarcado em maio/19

A média diária das exportações brasileiras de soja mais que dobrou na primeira semana de maio, ante a média do mesmo mês de 2019, e, com isso, em cinco dias úteis o país já embarcou metade do total exportado em maio do ano passado, conforme dados do governo federal divulgados nesta segunda-feira.

Leia mais  Ações GetNet (GETT3) disparam mais de 150% em estreia

Na primeira semana de maio, o Brasil exportou 5,35 milhões de toneladas de soja, informou a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Em maio de 2019, com 22 dias úteis, o volume total comercializado foi de 10 milhões de toneladas.

tem 2ª maior cotação da história antes de ata do Copom

O dólar começou a semana em alta e fechou esta segunda-feira na segunda maior cotação da história, com um combo de incertezas no plano doméstico mais uma vez impondo ao real o título de moeda com pior desempenho global na sessão.

O mercado segue desconfortável com o ambiente fiscal e operou em modo cautela na véspera de o Banco Central divulgar detalhes sobre a decisão da semana passada de aprofundar o corte de juros e sinalizar mais afrouxamento monetário.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as notícias mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Para se sair bem numa, seja dono da sua própria narrativa

Autor Convidado

Analistas do Banco Original comentam mercado em tendência positiva, ativos brasileiros, reabertura de Xangai e mais

Autor Convidado

Cenário pós-pandemia e o ranking das profissões

Autor Convidado

Dólar e Ibovespa: os dois irmãos que não se bicam

Leonardo Bruno

Confrontos com STF e TSE interrompem crescimento de Bolsonaro na corrida eleitoral aponta pesquisa

Autor Convidado

Após alta de juros, hEDGEpoint avalia próximos passos do Fed e impactos no Real

Autor Convidado

Deixe seu comentário