Guia do Investidor
panvel
Notícias

Novo marketplace e expansão inter-regional: descubra os novos planos da Panvel

A rede de farmácias () que mantêm sede no Rio Grande do Sul está com planos ambiciosos para expandir suas operações para além de suas “fronteiras”.

Primeiramente, para tirar essa meta do papel, a companhia anunciou que vai fortalecer seu marketplace,

Inicialmente, vai começar com dois sellers, mas a meta é agregar mais parceiros. O grupo vai disponibilizar equipamentos, como aparelhos de medição de pressão e glicose, e também produtos de alimentação saudável.

“Teremos uma curadoria muito importante. Não vamos fugir de saúde e bem-estar”, diz Mottin Neto, CEO da companhia. “Será uma experiência omnichanel.

Os produtos oferecidos no marketplace serão encontrados no app, no site e nas lojas físicas os clientes poderão encomendar com a ajuda dos atendentes.” Esse é mais um passo da companhia para alcançar a sua meta de atingir um faturamento de R$ 6 bilhões até 2025.

O CEO da empresa não revela o número de sellers que o grupo pretende ter, diz apenas que o foco é atender o consumidor e o marketplace será acoplado na Panvel.

Leia mais  Notícias Bolsa: Azul, Alphaville, Valid, Dasa e mais

“Tudo aqui nasce integrado e a nossa estratégia digital é prova disso.” O e-commerce foi implementando na Panvel em 1998. E, desde então, ele passou a representar 15,5% das vendas. “Antes da pandemia, era 10%, durante a pandemia chegou em 25%”, diz Mottin Neto.

Das 527 lojas da rede, 150 fazem a entregas em até duas horas do pedido feito e todas as unidades têm a área de clique e retire.

O plano de expansão

Ademais, atualmente a empresa conta com uma participação de 12% na região Sul. No Rio Grande do Sul, o share é de 22% e em Santa Catarina e no Paraná as participações chegam a 6% em cada estado.

Até 2025, a companhia pretende alcançar uma fatia de 20% do mercado. Para isso, a empresa acelerou a sua expansão. Se antes vinha em um ritmo de 40 inaugurações por ano, o grupo passou a inaugurar 60 unidades anualmente.

“Mais do que abrir novas unidades, queremos abrir lojas boas”, diz Mottin Neto. Por lojas boas, entende-se unidades que entreguem um payback em quatro anos.

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

A melhor Small Cap para 2022 é do setor de farmácia: descubra qual ação

Leonardo Bruno

Resumo Resultados 3T21: Oncoclínicas, Dimed e Armac

Leonardo Bruno

É hora de comprar ações da Panvel (PNVL3)? Confira preço-alvo

Leonardo Bruno

Ainda na dúvida do que comprar? Confira 25 ações que são compra em Agosto

Leonardo Bruno

Qual ação de farmácia mais barata da bolsa? Descubra

Gabriel Tavares

As ações que mais podem subir em 2021, segundo a Guide

Deixe seu comentário