Guia do Investidor
pequenas construtoras sp
Resultados

O 3T22 das incorporadoras: confira os destaques do setor na temporada de balanços

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Os resultados operacionais são a principal fonte de informação para os investidores traçarem suas estratégias e metas para suas ações favoritas. Afinal, as empresas listadas em bolsa seguem regras de transparência, e expõe a todo mercado, seu desempenho trimestral.

Pensando nisso, nós do Guia do Investidor, elaboramos este resumo com os principais destaques operacionais das seguintes empresas de um importante setor, e sempre lembrado pelos investidores, o setor de construção, que compreende incorporadoras, construtoras e demais companhias que atuam de forma direta no mercado imobiliário.

Cyrela

O lucro líquido consolidado da Cyrela (CYRE3) cresceu 16,3% no terceiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2021, para R$ 309,5 milhões.

A receita líquida, que somou R$ 1,56 bilhão, montante 21% acima do visto um ano antes, foi impulsionada pelo maior volume de obras em andamento de unidades já comercializadas e maior número de lançamentos.

A incorporadora viu a sua margem bruta cair 0,8 pontos percentuais (p.p.) no comparativo anual, para 33,9%.

Mitre

A Mitre (MTRE3) lucrou, de forma líquida, R$ 13,2 milhões no terceiro trimestre de 2022 (3T22), montante 146,2% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2021, informou a companhia nesta quinta-feira (10).

Leia mais  RNI atinge recorde de vendas em abril: R$ 110 milhões, valor de três dígitos pela primeira vez em um período de 30 dias

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 14,4 milhões no 3T22, um recuo de 11,8% em relação ao 3T21.

A margem Ebitda ajustada atingiu 8,4% entre julho e setembro, baixa de 2,2 p.p. frente a margem registrada em 3T21.

Even

A Even (EVEN3) registrou uma queda de 39,8% no lucro líquido no terceiro trimestre de 2022 (3T22) frente o 3T21, para R$ 31,07 milhões.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) teve baixa de 25,6% na mesma base de comparação, para R$ 48,356 milhões.

A receita líquida do trimestre totalizou R$ 689 milhões, representando crescimento de 31% em relação ao 3T21, levando a uma queda de 5,3 pontos percentuais na margem Ebitda, para 7%.

Plano & Plano

A Plano & Plano (PLPL3) lucrou, de forma líquida, R$ 34,5 milhões no terceiro trimestre de 2022 (3T22), uma redução de 13,8% frente a mesma etapa de 2021.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 60,3 milhões no 3T22, um crescimento de 3,5% em relação ao 3T21.

Leia mais  MRV que se cuide? IPO da incorporadora Pacaembu vem ai

A margem Ebitda ajustada atingiu 15,1% entre julho e setembro, uma retração de 2,7 pontos percentuais (p.p) frente à margem registrada em 3T21.

Eztec

A Eztec (EZTC3) registrou lucro líquido consolidado de R$ 109,5 milhões no terceiro trimestre deste ano, o que representa queda de 28,3% na comparação com o mesmo período de 2021. A margem líquida ficou em 37,6% de julho a setembro, queda de 11,2 pontos percentuais (p.p.) em relação a um ano antes.

A construtora também viu a sua receita líquida encolher 5,7% no trimestre, para R$ 280,6 milhões. No ano, o indicador somou R$ 957,8 milhões, alta de 2,3% ante 2020.

A empresa queimou R$ 196,9 milhões de caixa, montante quase cinco vezes acima do reportado no ano anterior.

Cury

O lucro líquido consolidado da construtora e incorporadora Cury (CURY3) somou R$ 94,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, montante 27,2% acima do visto no mesmo período de 2021. A receita líquida cresceu 37,3% no comparativo anual, para R$ 626,7 milhões, valor recorde, segundo a companhia.

Eternit

A Eternit (ETER3) registrou um lucro líquido recorrente de R$ 43,26 milhões no terceiro trimestre de 2022 (3T22), uma queda de 43,6% em relação aos R$ 76,7 milhões de igual período do ano passado.

Leia mais  Alta das commodities deixa Ibovespa perto de romper o teto dos 120 mil pontos; Confira os destaques da Bolsa

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) recorrente, por sua vez, foi a R$ 56,8 milhões, um valor 32,9% menor na base anual.

A receita líquida teve alta de 17,1%, indo de R$ 275,98 milhões no 3T21 para R$ 323 milhões no 3T22.

Conhece a agenda de resultados?  

Por fim, você quer se organizar para acompanhar as datas dos Resultados do 3T22? Então, não deixe para depois e confira a Agenda de Resultados do Guia do Investidor.  

No calendário estão reunidas todas as datas da divulgação dos Resultados do 3T22 das empresas listadas na bolsa de valores brasileira. Claro que sempre de formas simples e prática. Dessa forma, basta acessar clicando aqui! 

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Even encerra programa de recompra de ações

Márcia Alves

EZTEC lança novo empreendimento de R$ 224 milhões em VGV

Lara Donnola

MRV que se cuide? IPO da incorporadora Pacaembu vem ai

Leonardo Bruno

Altas e baixas: Construtoras se destacam na bolsa após temporada de resultados

Leonardo Bruno

Lucrou mas não conveceu? Cyrela apresenta queda de 13% no lucro líquido do 3T23

Leonardo Bruno

Inicio do pesadelo? Ações de construtoras desambam após prévia do 3T23

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário