Guia do Investidor
Como utilizar juros compostos e lucrar mais
Notícias

O fim dos juros baixos? Países ao redor do mundo estão lutando contra a inflação

  • As principais economias do globo estão se movendo para aumentar os .
  • O movimento busca corrigir a inflação global, e já está afetando os mercados.

Quem está levemente familiarizado com políticas econômicas sabe muito bem a receita para combater a inflação: a . Com a recente crise global provocada pelas consequências do Covid na escala global de produção, aliada com a crise gerada pelos conflitos entre Rússia e Ucrânia e suas sanções econômicas resultaram em uma inflação generalizada no globo. Para lutar contra esta inflação, os bancos centrais estão correndo contra o relógio para ajustar as .

O Fed ( americano) elevou as taxas nesta semana em 0,75 ponto percentual para uma faixa de 1,50% a 1,75%. O que animou os mercados e as dos comemoraram seus maiores ganhos desde 1994.

A valorização dos principais índices se baseia na expectativa de que decisões mais conservadoras agora signifiquem intervenções mais acomodatícias no futuro.

“Não acho que um movimento desse tamanho seja incomum”, disse o presidente do Fed, Jerome Powell, em entrevista após o anúncio da nova taxa.

Leia mais  Reforma tributária é aprovada: Veja o que pode mudar

Mesmo assim, se os de inflação não melhorarem, ainda é uma boa maneira de fazer o mesmo em próxima reunião de política monetária.

Do outro lado do Atlântico, o Banco da Inglaterra (BoE) elevou os juros para 1,25% na manhã desta quinta-feira, feriado no . A taxa de juros de referência do Banco da Inglaterra superou 1% pela primeira vez desde 2009, o que também foi uma façanha. Seguindo seus pares, o SNB, o BC da Suiça, também elevou as taxas de juros na quinta-feira pela primeira vez desde 2007.

Ademais, o Banco Central Europeu (BCE) também alertou que vai apertar a política monetária em julho e retomar as operações em setembro. Por isso, sinalizou com antecedência que aumentaria as taxas mais duas vezes.

Apesar das críticas de que o BCE precisa de tempo para melhorar suas armas contra a inflação, o banco se defendeu da necessidade de reorganizar o de títulos soberanos da zona do euro. Eles negociaram de forma tão diferente que levou o BCE a anunciar a criação de uma ferramenta para evitar a discrepância e, por sua vez, uma crise de financiamento ou rolagem da dívida.

Nossas redes:

Leia mais

Presidente da Abit defende fim do ciclo de aumento dos juros

Guia do Investidor

Inflação pelo IPC-S sobe 0,76% na terceira quadrissemana de junho

Guia do Investidor

Os juros altos chegaram para ficar? É o que indica o Copom

Leonardo Bruno

Inflação pelo IPC-S sobe 0,91% na segunda quadrissemana de junho

Guia do Investidor

Combustíveis, FED e Copom: Confira o que afeta seus investimentos na semana

Leonardo Bruno

Expectativas de inflação no Brasil para o 2º semestre de 2022

Autor Convidado

Deixe seu comentário