Guia do Investidor
Nubank 3
Notícias

Os calotes na Nubank vão aumentar? Confira o alerta do Bradesco

O (NUBR33) conquistou rapidamente espaço no bancário brasileiro ( e posteriormente no de capitais) devido a sua forte política digital. A veio popularizar de vez o perfil dos digitais, e tirar os tradicionais bancões da zona de conforto. 

No entanto, a companhia vem passando por momentos complicados no mercado nos últimos devido a “um tiro pela culatra”. 

Com sua proposta de acesso simplificado ao crédito, a companhia engajou uma série de clientes em grande parte de classe C e D, e este perfil aumenta o risco da companhia sofrer “calotes”. 

O Banco Bradesco aponta este risco em sua mais recente análise da fintech, está esperando mais um trimestre de deterioração nos NPLs do Nubank, o que deve impor ao banco um tradeoff desafiador. 

 Se continuar ampliando o ritmo de empréstimos, o Nubank pode ser impactado pela alta das provisões; se crescer mais lentamente no crédito, pode ter dificuldades com os clientes, pois as aprovações e os limites podem cair.  

O Bradesco tem recomendação ‘underperform’ para o Nubank com preço-alvo de US$ 3,30. 

Leia mais  PIX transaciona quase R$ 12 bilhões na primeira semana

 O analista Gustavo Schroden detalhou em relatório por que espera uma alta de 60 pontos-base na inadimplência de 90 dias do Nubank no segundo trimestre – no primeiro tri, a alta foi de 70 pontos. Ele fez a estimativa com base na tendência observada nos números do no primeiro trimestre e após examinar os dados do setor.  

Segundo o analista, os dados do BC mostram que o índice de inadimplência da indústria ainda tem um longo caminho a percorrer até se normalizar, voltando para os níveis pré-. “O índice médio de inadimplência de 90 dias para empréstimos pessoais (excluindo folha de pagamento) e em fevereiro de 2022 estava 140 pontos-base abaixo do registrado em dezembro de 2019,” escreveu o analista.  

Além disso, os dados do Nubank no primeiro trimestre mostraram uma “significativa deterioração” da inadimplência de 90 dias do banco. 

 O analista do Bradesco estimou o ‘NPL formation’ (a variação do saldo de créditos em atraso) em 2,4% no primeiro trimestre – ante 1,3% no quatro trimestre de 2021 – uma deterioração sequencial de 110 pontos-base.  

Leia mais  Agropecuária lidera o desempenho das exportações e a indústria extrativa o das importações

Ademais, o Bradesco esclarece que o ‘NPL formation’ foi calculado pelo analista a partir dos dados divulgados pelo Nu no padrão IFRS. O indicador sinaliza como a qualidade do crédito está evoluindo, e no caso de aumento desse percentual, a conclusão é que inadimplência e provisões estão com tendência de alta. 

LULA OU BOLSONARO? Não corra o risco das eleições no Brasil: abra sua conta no exterior e proteja seu patrimônio

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Nubank (NUBR33) anuncia atualizações no app e lança planejador financeiro

Guia do Investidor

O hype das criptomoedas ainda não acabou no Nubank? Número de clientes em cripto dispara

Leonardo Bruno

Nubank (NUBR33) anuncia Pix com parcelamento no cartão de crédito

Guia do Investidor

CDI do Nubank está pior que a poupança? Mudança na rentabilidade revolta clientes

Leonardo Bruno

Nubank (NUBR33) anuncia Caixinhas, novo recurso para guardar dinheiro de forma personalizada

Guia do Investidor

Ainda vale a pena apostar no Itaú e no Nubank?

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário