Guia do Investidor
1469b5f3 99c7 0348 50e0 df3bdf7e14b7
Notícias

Pague Menos (PGMN3) lança seu primeiro relatório de sustentabilidade

Baseado na metodologia GRI, o documento é mais uma inciativa da companhia que reforça seu compromisso de transparência e apresenta a evolução de suas políticas, práticas e metas ESG a todos os seus stakeholders

A Pague Menos (PGMN3), primeira rede do varejo farmacêutico a ter presença em todos os estados da federação e DF — e listada no mais alto nível de governança da B3, o Novo , anuncia seu primeiro relatório de sustentabilidade com informações relativas ao período compreendido entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2021, mesmo escopo das Demonstrações Financeiras da Companhia referentes ao ano de 2021. Seguindo o modelo Global Reporting Initiative (GRI), uma das principais organizações internacionais a estabelecer padrões e requisitos para a divulgação de informações sobre sustentabilidade, o documento é mais uma inciativa da companhia que reforça seu compromisso de transparência e apresenta a evolução de suas políticas, práticas e metas ESG (Environmental, Social and Governance) a todos os seus stakeholders.

Mário Querós, CEO da , observa que um olhar atento às informações do documento revela o surgimento de uma companhia ainda mais competitiva, inovadora, eficiente e lucrativa.

“Queremos ser a escolha desta e das próximas gerações para trabalhar, comprar e investir — que a história da Pague Menos seja a de uma empresa diversa, inclusiva e cheia de oportunidades para crescer, se desenvolver e impactar positivamente todos ambientes que a envolvem”

complementa.

Gestão de risco e alto desempenho – Esta primeira edição do Relatório de Sustentabilidade da Pague Menos informa sobre a gestão e o desempenho dos negócios, com foco no gerenciamento de riscos e oportunidades relacionadas aos aspectos ambientais, sociais e de governança. Dividido em cinco capítulos, o documento discorre sobre a empresa, contando sua história e estratégia para se tornar uma das maiores redes do varejo farmacêutico do país; dados de desempenho nos negócios; iniciativas de governança; seu time de colaboradores; ações e na gestão socioambiental. Prêmios, selos e reconhecimentos também constam no relatório, como ter sido eleita uma das dez melhores empresas do varejo no para se trabalhar, de acordo com a consultoria Great Place To Work – GPTW.

Entre os destaques está a estrutura de 1.165 lojas próprias, com mais da metade abastecida pelos parques solares da Pague Menos, que geraram 15,3 MW/H de energia evitando a emissão de 8,8 mil toneladas de CO² na atmosfera, em 2021. Nesse mesmo ano, a companhia registrou R$ 8,1 bilhões de receita bruta, crescimento de 10,3% em relação a 2020. O lucro líquido ajustado em 2021 alcançou 176,6 milhões, aumento de 83,9% comparado ao ano anterior. Outro fato histórico no mesmo período foi a proposta de aquisição da Extrafarma, operação que ao ser concluída coloca a Pague Menos em segundo lugar no ranking nacional do varejo farmacêutico.

Leia mais  Petrobras se torna empresa mais lucrativa da bolsa com governo Bolsonaro

O Clinic Farma, considerado a base do Hub de Saúde Pague Menos, que oferece atendimento farmacêutico, tratamentos e mais de 60 protocolos de saúde, finalizou 2021 instalado em aproximadamente 900 unidades da rede, com presença em todos os estados do Brasil e realizou cerca de 1,7 milhão de testes de Covid. Em toda a rede de farmácias, a Pague Menos alcançou 100 milhões de atendimentos, com uma base de 15 milhões de clientes ativos.

Em relação a equipe da rede, composta por mais de 21 mil colaboradores diretos, o relatório destaca que 59% são mulheres. Focada em atingir níveis de excelência cada vez mais altos, a empresa ofereceu em média, 14,5 horas de treinamento por funcionário, totalizando 304,3 mil horas de capacitação para toda a equipe em 2021 por meio de sua universidade corporativa, Up Farma. Além disso, foi criado o pmenosLab, uma iniciativa estratégica que ajuda a disseminar a cultura ágil e promover iniciativas de inovação e transformação digital da Pague Menos.

Uma das poucas empresas a ter mulheres no Conselho de Administração no Brasil – cerca de 7% de acordo com levantamento da BMA Advogados, a Pague Menos recebeu o certificado Women on Board (WOB), uma iniciativa independente apoiada pela ONU Mulheres, que reconhece companhias que tenham pelo menos duas mulheres em seu Conselho de Administração. Além de se destacar com duas conselheiras, Rosilândia de Queirós Lima e Manuela Vaz Artigas, a companhia tem uma mulher na presidência do colegiado, Patriciana Rodrigues. Em 2021, emitiu sua política de diversidade e inclusão e criou cinco grupos de afinidades para acolher e incentivar a pluralidade no ambiente de trabalho.
 

“Neste primeiro Relatório de Sustentabilidade da Pague Menos, buscamos mostrar como a Companhia está gerindo esses temas vinculados à agenda ESG e outros assuntos relevantes para a execução de nossa estratégia. Toda a gestão da companhia lidera e incentiva a pauta ESG para tornar a Pague Menos cada vez mais sustentável e inovadora. Todos os nossos colaboradores estão empenhados em construir a sustentabilidade da nossa Companhia dia a dia”

afirma Patriciana Rodrigues, presidente do Conselho de Administração da Pague Menos.

O primeiro passo ESG

Leia mais  Pague Menos anuncia política agressiva de expansão com abertura de 120 novas lojas

Desde 2021, ESG é tema prioritário do Conselho de Administração da Pague Menos. Para direcionar suas prioridades, foi realizado um profundo estudo de materialidade, que envolveu diagnóstico setorial, consulta a stakeholders — via pesquisa on-line e conversas estruturadas — para posterior seleção dos temas mais importantes a serem tratados pela gestão da empresa bem como abordados no Relatório de Sustentabilidade. Ao todo, mais de 6 mil pessoas responderam à pesquisa, com participação expressiva da equipe e dos clientes. A partir do resultado, foram entrevistados os membros da alta gestão da companhia, além de fontes externas com grande experiência no setor, processo que levou à consolidação dos temas ESG que resultaram na matriz de materialidade apresentada no relatório.

Com a visão “A Pague Menos será a melhor empresa do varejo farmacêutico do Brasil, reconhecida por oferecer soluções completas em saúde, reduzindo as desigualdades de acesso a uma vida saudável para que mais pessoas vivam plenamente”, a rede de farmácias se comprometeu com 9 compromissos e 32 metas até 2030 baseados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU, que estão ancorados em três pilares: Saúde para as pessoas, Saúde para o meio ambiente e Saúde para os negócios, apresentados em detalhes no relatório.

Leia mais  Queda de 20% no Lucro da Pague Menos preocupa? Confira o resultado 2T22

Acesse o Relatório de Sustentabilidade aqui.

LULA OU ? Não corra o risco das eleições no Brasil: abra sua conta no exterior e proteja seu patrimônio

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Queda de 20% no Lucro da Pague Menos preocupa? Confira o resultado 2T22

Leonardo Bruno

Cade aprova com restrições compra da Extrafarma, da Ultrapar (UGPA3), pela Pague Menos (PGMN3)

Ruan Sousa

Superintendência Geral do Cade recomenda aprovação de compra da Extrafarma pela Pague Menos

Guia do Investidor

Com queda de 44% Pague Menos lucra apenas R$ 24 milhões no 1T22

Leonardo Bruno

Pague Menos (PGMN3) adere à Rede Empresarial de Inclusão Social

Victor Rodrigues

Pague Menos (PGMN3) registra lucro líquido de R$ 176,6 milhões em 2021, crescimento de 83,9%

Victor Rodrigues

Deixe seu comentário