Guia do Investidor
Petrobras
Notícias

Petrobras (PETR4) inicia fase vinculante para vender Campo de Catuá

A Petrobras (PETR4) informou sobre o início da fase vinculante referente à venda da totalidade de sua participação no Campo de Catuá, na Bacia de Santos. De acordo com a companhia, os potenciais comprados receberão carta-convite com instruções do processo de desinvestimento. Nas informações também constam as orientações sobre o due diligence e o envio das propostas vinculantes.

“Essa operação está alinhada à estratégia de gestão de portfólio e à melhora de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor e maior retorno à sociedade. A Petrobras segue concentrando cada vez mais os seus recursos em ativos em águas profundas e ultra-profundas, onde tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos, produzindo óleo de melhor qualidade e com menores emissões de gases de efeito estufa.”

disse a companhia no comunicado ao mercado.

De acordo com a Petrobras, o Campo de Catuá se situa em águas territoriais no Estado do Espírito Santo. A cerca de 128 km da costa, localiza-se em lâmina d’água que varia entre 1,7 mil metros e 1,95 mil metros. Além disso, vale destacar que há 4 poços no campo, sendo 3 deles com óleo leve em reservatórios carbonáticos.

Leia mais  O que comprar para se recuperar da queda da Ibovespa? Confira as melhores opções para a semana

O plano estratégico da estatal

Petrobras divulgou na última quinta-feira seu plano de investimentos para os próximos cinco anos, isto é, de 2022 a 2026. De acordo com o documento, a companhia elevou seus investimentos em 24%, indo a US$ 68 milhões, sendo grande parte destinada ao pré-sal.

Além disso, a companhia estatal informou que a produção do pré-sal deve somar 79% de sua produção total em 2026. Dessa forma, revisou sua projeção para a produção de petróleo para 2022, caindo de 2,3 milhões de boepd (barris de óleo equivalente por dia), para 2,1 boepd. De acordo com a companhia, tal revisão para baixo incorpora os impactos da pandemia de Covid-19 e os desinvestimentos feitos neste ano.

Por fim, vale destacar que a Petrobras mudou sua projeção de desinvestimentos para o intervalo de US$ 15 bilhões a US$ 25 bilhões, ante US$ 35 bilhões. De acordo com a petrolífera, tais desinvestimentos contribuirão com a geração de caixa e a manutenção da dívida em patamares adequados.

Leia mais  Veja quais ações o Itaú e o Safra recomendam comprar em Março

Faça parte do melhor grupo de investidores no Telegram: Entrar no Grupo

Siga nossas redes e não fique desatualizado do mercado:

Leia mais

Confira 10 ações para a semana, segundo 2 corretoras

Leonardo Bruno

Petrobras e Novonor protocolam follow-on da Braskem (BRKM5)

Diogo Albuquerque

Petrobras (PETR4) revisa metas de produção para 2022

Diogo Albuquerque

Petrobras (PETR4) tem importação recorde de gás natural em 2021

Diogo Albuquerque

Quais as melhores ações de Dividendos para Janeiro?

Leonardo Bruno

Já sabe o que comprar nesta Segunda? Confira 14 ações ideais para a semana

Leonardo Bruno