Guia do Investidor
PIB brasil
Newsletter Notícias

PIB brasileiro cai 1,5% informou o IBGE

brasileiro inicia o dia hoje com uma notícia nada boa, mas esperada. Segundo o , o , produto interno bruto do país recuou 1,5% nos três primeiros meses deste ano. Quando comparado o quarto trimestre de 2019.

Já ao se comparar os resultados do primeiro trimestre de 2020 com os do ano passado. O PIB tem leve queda de apenas 0,3%. Num período de março de 2019 a março de 2020, a brasileira registrou aumento de 0,9%.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica, o PIB do primeiro trimestre totalizou, em valores correntes, R$ 1,803 trilhão. Contudo desse montante, R$ 1,538 trilhão refere-se ao Valor Adicionado (VA) a preços básicos e R$ 265,0 bilhões aos Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios.

Sendo assim, os números mostram os efeitos da de sobre a economia brasileira. Contudo, destacar que o impacto do na economia é mínima para o período. Tendo em vista que os dois primeiros meses de 2020 ainda não tinham sofrido com as medidas adotadas pelos governos estaduais.

Segundo relatório do IBGE. A queda do PIB foi influenciada pela redução de 1,6% nos serviços, setor que corresponde a 74% do PIB. A indústria também caiu -1,4%, já a agropecuária subiu 0,6%.

Leia mais  Inflação foi de 0,93% em março, maior alta para o mês desde 2015

Quanto às atividades industriais, o pior resultado foi uma queda de 3,2% do setor extrativo. O setor da construção com queda 2,4%, indústrias de transformação baixa de 1,4%. Já a atividade de eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos com redução de 0,1%.

projeta queda de 6% no PIB

Fitch Ratings, uma agência de classificação de riscos, anunciou três dias atrás que a previsão para o PIB do deve ter redução de 6% para este ano. Já para 2021 a mesma agência afirma que a previsão é para um crescimento de 3,2%.

Vale destacar que no mês passado a Fitch indicou que a retração poderia chegar a 4% em 2020. O relatório da Fitch em abril indicou que a atividade econômica global deve retrair cerca de 4,6% neste ano. Uma estimativa anterior mostrava redução queda de 3,9%.

LULA OU BOLSONARO? Não corra o risco das eleições no Brasil: abra sua conta no exterior e proteja seu patrimônio

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais  Setor elétrico lança campanha contra o desperdício de energia

Leia mais

Brasil precisa criar estoques estratégicos para insumos como gás natural, fertilizantes e remédios, afirma especialista

Autor Convidado

A alta dos juros americanos vai afetar a inflação no Brasil?

Leonardo Bruno

Brasil como referência no mercado global de lítio? É o que diz gestor internacional

Leonardo Bruno

O veredito dos “Bancões”: Itaú, Santander e Bradesco revelam apostas para o PIB

Leonardo Bruno

Os dias da retomada da economia Brasileira estão contados? É o que afirma ex-diretor do Bacen

Leonardo Bruno

Ipea prevê crescimento de 1,8% para o PIB em 2022

Guia do Investidor

Deixe seu comentário