Guia do Investidor
PicPay4
Notícias Resultados

PicPay tem forte prejuízo: devo me preocupar?

Próximo de realizar o seu IPO na Nasdaq, o publicou um relatório informando o seu resultado consolidado de 2020, onde um dos destaques foi o seu forte prejuízo, mesmo com um bom crescimento da base de usuários.

financeiros do PicPay

De acordo com o PicPay, a fintech alcançou em 2020 um prejuízo de R$ 275,56 milhões. Dessa forma, o resultado foi superior ao também prejuízo de R$ 80,63 milhões registrado em 2019.

As receitas de prestação de serviços, por sua vez, atingiram R$ 250,203 milhões no ano passado, representando um crescimento de 174,1% ante as receitas líquidas de vendas de 2019.

Sobre as despesas de pessoal e administrativas, houve um aumento de 293%, significando um total de R$ 369,657 milhões no último ano.

Resultados Operacionais e fatos relevantes

Conforme o documento, um dos destaques mencionados pela companhia foi a autorização do (BC) para atuar como instituição de pagamento na modalidade emissor de moeda pré-paga. Sendo assim, o PicPay teve que adequar a divulgação de seus balanços aos moldes aplicáveis ao Sistema Brasileiro de Pagamentos (SBP).

Leia mais  São Carlos (SCAR3) mostra queda no lucro no resultado do 3T21

A fintech também ressaltou uma mudança relevante na participação acionária. A Mavericks Participações, pertencente aos fundadores do PicPay, deixou de ser acionista da companhia, deixando suas distribuídas entre os principais membros, a J&F Investimentos e o Banco Original.

PicPay prejuízo
(Imagem: Divulgação/PicPay).

Além disso, o PicPay atingiu o número de 38,8 milhões de usuários registrados ao final de 2020. Inclusive, esse número já deu um salto nos últimos meses, visto que a fintech registra mais de 47 milhões de registros em sua base até o momento.

Assim, o resultado fez parte da estratégia focada em “crescimento do número de usuários e desenvolvimento de novos produtos e serviços”. Dessa forma, a empresa investiu em aquisição, ativação e retenção desses usuários. E para este ano, a expectativa é que o crescimento continue com os novos lançamentos previstos.

Um deles, por exemplo, é a ferramenta de empréstimos entre usuários, onde a fintech faz o papel de intermediário. Mas ainda há planos de lançar ao longo do ano suas ferramentas de investimentos e publicidade na plataforma.

Também vale falar sobre os planos do cartão PicPay. De acordo com a empresa, o seu plano é chegar ao fim deste ano com 10 milhões de emitidos. Atualmente, ela já conta com 4 milhões de cartões em sua base.

Leia mais  Dasa (DASA3) adquire Biodínamo por R$ 1,77 bilhão

O Guia do fez uma matéria especial sobre todos os detalhes relevantes sobre o cartão PicPay para você avaliar se vale a pena. Para conferir o review, basta acessar aqui.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Receita líquida da Biomm (BIOM3) cresce 82,5% em 2021

Victor Rodrigues

Resultados 4T21 StoneCo: companhia dobra base de clientes e aponta aumento da rentabilidade em 2022

Victor Rodrigues

Com Ebitda de R$1 bilhão em 2021, Taurus (TASA4) se torna a maior vendedora de armas curtas do mundo

Victor Rodrigues

Enauta (ENAT3) registra lucro de R$ 1,4 bilhão em 2021, o maior da história da companhia

Victor Rodrigues

Gafisa (GFSA3) apresenta 49% de crescimento nas vendas e encerra 2021 com lucro líquido de R$ 81,2 milhões

Victor Rodrigues

Construtora Plano&Plano (PLPL3) bate novo recorde com crescimento de 51,8% e mais de R$ 1,3 bi em vendas

Victor Rodrigues

Deixe seu comentário