Guia do Investidor
Free Pao na Chapa e Cafe
Notícias

Variação de preço do café com leite e pão na chapa pode ultrapassar 200%, diz pesquisa da PROTESTE

Nesta terça-feira, 29, a PROTESTE, Associação de Consumidores, divulgou os resultados da pesquisa de preços de “ da Manhã”, realizada no Rio de Janeiro e São Paulo. Ao todo, foram coletados 333 preços.

Na cidade carioca, o produto que apresentou a maior variação percentual foi o café com leite, 208%. O preço mínimo encontrado foi de R$ 3,90 e o máximo de R$ 12,00. A segunda maior variação foi no preço do pão na chapa, 200%. Para esse item, o menor preço identificado foi R$ 3,00 e o máximo R$ 9.

Em São Paulo, assim como no Rio de Janeiro, o produto que apresentou a maior variação percentual foi o café com leite, 180%. O preço mínimo encontrado foi de R$ 3,50 e o máximo de R$ 9,80. A segunda maior variação também foi no preço do pão na chapa, 177%. Para esse item, o menor preço identificado foi R$ 3,25 e o máximo R$ 9.

Café Expresso

Rio de Janeiro

O café expresso teve uma variação de 60%. No local mais barato foi encontrado por R$ 5,00, enquanto no mais caro, por R$ 8,00, ou seja, a é de R$ 3,00 por cada café.

Leia mais  Inflação nos EUA deve ceder com a demanda, prevê hEDGEpoint

No caso de uma pessoa beber um café por dia útil, considerando que o mês tenha 22 dias uteis, a economia seria de R$ 66 no mês e, projetando para 11 meses (tirando um mês de férias), ela economizaria R$ 726,00 no ano.

São Paulo

O café expresso teve uma variação de 122%. No local mais barato foi encontrado por R$ 4,50, enquanto no mais caro, por R$ 10,00, ou seja, a economia é de R$ 5,50 por cada café.

No caso do consumidor beber um café por dia útil, considerando que o mês tenha 22 dias uteis, a economia seria de R$ 121 no mês e, projetando para 11 meses (tirando um mês de férias), ela economizaria R$ 1.331,00 no ano.

Preço por estilo de loja

Em média, os estabelecimentos de estilo gourmet são mais caros que os tradicionais. Chegando a variar, no Rio de Janeiro, em média, 69% para o café com leite e 51% para o pão na chapa. O item que menos variou, por estilo de loja, foi o café expresso, com 14%.

image 176

Já em São Paulo, a variação pode chegar, em média, 94% para o pão na chapa e 15% para o café expresso. O suco de laranja foi mais barato na loja tipo gourmet. Ele foi também o item que menos variou, por estilo de loja.

image 177

O levantamento de preços mostrou que a discrepância, dentro de uma mesma cidade e entre estabelecimentos semelhantes, é exorbitante. O café da manhã, seja do carioca ou do paulistano, pode pesar muito no bolso e a recomendação é a mesma de sempre, mas que nunca falha: pesquisar”, afirma diz Henrique Lian, diretor da .

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Desaceleração da inflação no Brasil e EUA anima investidores

Guia do Investidor

Inflação acumulada em doze meses pode voltar para a casa de um dígito

Guia do Investidor

🚨Urgente: Temores de recessão se afastam com inflação desacelerando nos EUA

Guia do Investidor

“As incertezas em relação à inflação mundial ainda não acabaram”, afirma gestor de renda fixa

Guia do Investidor

De cada 10 brasileiros, 7 cortaram itens de compra no mercado por causa da inflação

Guia do Investidor

Crise inflacionária leva 65% dos brasileiros a comprarem marcas mais baratas, diz pesquisa da PROTESTE

Guia do Investidor

Deixe seu comentário