Guia do Investidor
aumentoseliccopom
Notícias taxa básica de juros

Presidente da Abit defende fim do ciclo de aumento dos juros

“É preciso manter a viva, gerando , empregos e renda”

Fernando Valente Pimentel, presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), ao comentar a reunião do , realizada nos dias 14 e 15 de junho, pondera que a taxa básica de juros do encontra-se em níveis muito elevados. Passou, em pouco mais de um ano, de 2% para 13,25%, conforme decisão anunciada pelo órgão.

“Os Estados Unidos já iniciaram a elevação dos e a União Europeia está em vias de começar a adotar medida nessa direção. Porém, no Brasil, estamos num patamar muito acima das demais nações”, ressalta Pimentel, acentuando: “Ficamos apreensivos, porque, embora nosso país tenha memória inflacionária ainda não totalmente extirpada, a Selic muito alta provoca enorme encarecimento do crédito para as famílias e e aumento das despesas do com os juros da dívida pública, prejudicando o ajuste fiscal”.

O presidente da Abit lembra que o efeito do juro alto é a retração da economia. Entretanto, o Brasil já não tem estimativa elevada para o crescimento do este ano. A verdade é que o mundo corre risco de um estagflação conforme tem sido possível observar nos indicadores internacionais. “Entendemos que a dose da Selic já seja suficiente, num cenário no qual a maior parte dos problemas no País não advém de um excesso de demanda, como pode até ser o caso dos Estados Unidos”. Aqui, segundo Pimentel, a inflação está ligada muito mais a uma questão de oferta, que impacta o preço da energia e dos alimentos, tendo em vista a crise mundial, os lockdowns e a guerra entre Rússia e Ucrânia.

“Está mais do que na hora de encerrar o ciclo de aumento da Selic. É premente combater a inflação, um mal horroroso que nos assombrou durante anos, mas, considerando o baixo desempenho atual do índice de atividade, a dosagem do remédio dos juros não pode matar o paciente”, afirma o dirigente, concluindo: “É preciso manter a economia viva, gerando riqueza, emprego e renda”.

no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Pesquisa: Investidores manterão aportes em startups, apesar de juros altos

Guia do Investidor

Economistas da ANBIMA projetam fim do ciclo de alta dos juros, com Selic em 13,75% até o fim de 2022

Guia do Investidor

Veja o que dizem especialistas sobre alta dos juros americanos

Autor Convidado

Escalada de juros americana pode ser boa oportunidade para investimentos em crédito com garantias imobiliárias nos EUA

Guia do Investidor

Ciclo de juros altos deu certo? Analistas indicam que o “pior da inflação” já passou

Leonardo Bruno

hEDGEpoint prevê demanda mais fraca em função da alta de juros; confira análise

Guia do Investidor

Deixe seu comentário