Guia do Investidor
Free Unsplash@markusspiske
Carteiras Carteiras Dividendos Carteiras Fundos Imobiliários Carteiras Recomendadas Junho de 2021 Recomendações

Quer segurança e renda passiva? Veja carteiras de Dividendos e FIIs

Se você está interessado em opções de investimentos voltadas para renda passiva, então confira as carteiras de dividendos e apresentadas pelas corretoras Planner e Genial Investimentos para o mês de junho.

Planner: Carteira Dividendos – Junho

Em primeiro lugar, o relatório da corretora Planner informou que a sua para junho passou por uma mudança completa.

Nesse sentido, ocorreu a saída dos papéis das companhias: (EGIE3), Odontoprev (ODPV3), Pão de Açúcar (PCAR3), Santander (SANB11) e Taesa (TAEE11).

Em contrapartida, os adicionaram ao portfólio as ações das empresas: Banrisul (BRSR6), Banco do Brasil (BBAS3), Camil (CAML3), (FESA4) e M. Dias Branco (MDIA3).

Portanto, a lista de ações indicadas pela Planner com foco em dividendos para junho ficou da seguinte maneira:

EmpresaTicker
BanrisulBRSR6
Banco do BrasilBBAS3
CamilCAML3
FerbasaFESA4
M. Dias BrancoMDIA3
Fonte: Relatório .

Além disso, no mês de maio, a carteira recomendada da Planner apresentou um retorno de 3,2%. Embora positivo, não foi o suficiente para superar o seu índice de referência, o IDIV (Índice Dividendos da ), que encerrou o período com uma valorização de 5,64%.

Leia mais  Quer encher o bolso em maio? Confira a carteira de dividendos recomendada pelo Santander

Genial: Carteira de FIIs – Junho

No caso da Genial Investimentos, a corretora apresenta duas carteiras recomendadas: a Carteira Valor, focada em investimentos de maior potencial de valorização; e a Carteira Renda, com foco na remuneração advinda dos fundos investidos.

Considerando isso, ocorreram duas alterações em uma das carteiras recomendadas, de acordo com o relatório publicado recentemente.

A princípio, os analistas da corretora decidiram retirar os fundos REC Recebíveis Imobiliários (RECR11) e o Rio Bravo Fundo de Fundos (RBFF11).

Enquanto isso, os FIIs escolhidos para substituir os excluídos foram o Plural Recebíveis Imobiliários () e RBR Alpha Fundo de Fundos ().

Em resumo, as carteiras da corretora Genial com os FIIs indicados para comprar em junho ficaram da seguinte maneira:

Carteira Valor: Junho

FundoTickerSegmentoPeso
Plural Recebíveis ImobiliáriosPLCR11Recebíveis25%
Pátria LogísticaPATL11Logística25%
RBR Alpha Fundo de FundosRBRF11Fundo de fundos20%
HSI MallsHSML11Shoppings15%
Malls Brasil PluralMALL11Shoppings15%
Fonte: Relatório Genial Investimentos.

Carteira Renda: Junho

FundoTickerSegmentoPeso
BTG Pactual Crédito ImobiliárioBTCR11Recebíveis20%
Bresco LogísticaBRCO11Logística20%
CSHG Renda UrbanaHGRU11Renda urbana20%
Vinci OfficesVINO11Lajes corporativas15%
Mogno Fundo de FundosMGFF11Fundo de fundos15%
VBI Prime PropertiesPVBI11Lajes corporativas10%
Fonte: Relatório Genial Investimentos.

Sobre o desempenho, o IFIX (Índice de Fundos Imobiliários da B3) encerrou o mês de maio com uma queda de -1,56%. Enquanto isso, a Carteira Valor teve desvalorização de -1,33%, uma performance melhor do que a sua referência. A Carteira Renda também mostrou melhor desempenho que o IFIX, tendo desvalorizado -0,63%.

Leia mais  Ranking dos FIIs que mais subiram em Agosto

Por fim, lembrar que cada time de analistas das corretoras pode ter critérios diferentes para incluir ou retirar uma ação. Portanto, o ideal é que você verifique se as recomendações tem fundamento antes de se fazer qualquer investimento.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as notícias mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

As ações do Banco do Brasil estão de graça? Confira o que dizem os analistas

Leonardo Bruno

Acabou a mamata? CVM quer mudar regras para distribuição de lucros dos FIIs

Leonardo Bruno

Lucro da Ferbasa (FESA4) dispara 327% na comparação anual no resultado 1T22

Leonardo Bruno

M.Dias (MDIA3) lucra R$ 37,8 milhões no 1º trimestre, alta de 152%

Ruan Sousa

Banrisul (BRSR6): aumento de despesas e redução da margem influenciam na queda do lucro no 1T22

Ruan Sousa

Alta de 34,6% leva lucro do Banco do Brasil a R$ 6,6 bilhões no resultado 1T22

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário