Guia do Investidor
As maiores fusoes e aquisicoes da Bolsa brasileira
Notícias

Região Sul registra queda em fusões e aquisições no primeiro trimestre, diz KPMG

A região Sul do registrou 49 operações de fusões e aquisições no primeiro trimestre deste ano. O resultado indica uma queda de 59,7% na comparação com o mesmo período anterior, quando foram realizadas 82 transações. O número de operações nos três estados do Sul corresponde a 8,9% das 553 transações realizadas entre janeiro e março de 2022 em todo o país. São Paulo lidera nacionalmente, com 381 transações, atingindo sozinho 69% do total nacional.

Os constam na pesquisa da realizada trimestralmente sobre e . Segundo o relatório, foram realizadas neste trimestre 20 operações em Santa Catarina, 15 no Rio Grande do Sul e 14 no Paraná de janeiro a março deste ano.

“Se, no ano passado, o protagonismo paranaense era evidente, o que se percebe agora é que as operações de estão mais distribuídas entre os estados da região Sul. Ainda que nestes primeiros meses tenha havido uma queda no número de transações, a expectativa é de fortalecimento da e dos negócios na região ao longo do ano, alinhada com o crescimento nacional”

afirma João Panceri, sócio de Mercados Regionais da KPMG no Brasil.
image 81

Desempenho nacional registrou aumento

A pesquisa da KPMG, realizada com de 43 setores da economia brasileira, também revelou que o número de fusões e aquisições no primeiro trimestre deste ano aumentou quase 50% em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a março de 2022 foram 553, contra 375 negociadas em 2021.

Leia mais  Carteira de ações 2020 de acordo com cenário econômico

Em todo o ano passado, foram realizadas 1.963 operações.

“A pesquisa mostra que os processos de fusões e aquisições de empresas brasileiras continuam bastante aquecidos tanto para transações domésticas como para transações de empresas estrangeiras fazendo aquisições no Brasil. Esses números são bastante animadores para o ano apesar dos desafios que ainda se apresentam no contexto econômico local e internacional”

analisa o sócio da KPMG, Luis Motta.

Sobre os setores que mais fizeram transações, empresas de internet continuam liderando com 242, seguidas por tecnologia da informação com 83, e prestadoras de serviços com 35. Outros segmentos que se destacaram foram instituições financeiras com 26, telecomunicação e mídia com 20, educação com 19, hospitais e clínicas com 16, seguros com 13, e transporte com 12.

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Nordeste tem alta de mais de 20% em fusões e aquisições, diz KPMG

Guia do Investidor

Sudeste tem alta de 73% em fusões e aquisições, diz KPMG

Guia do Investidor

KPMG: fusões e aquisições têm aumento de quase 50% no 1º tri

Guia do Investidor

Compra e venda de empresas saltaram 20,7% no primeiro trimestre de 2022 diz Santis

Guia do Investidor

Hypera (HYPE3) assina acordo para compra de sociedade da Boehringer por R$ 190 milhões

Ruan Sousa

Fleury (FLRY3) conclui compra do Laboratório Marcelo Magalhães

Ruan Sousa

Deixe seu comentário