Guia do Investidor
Renda Brasil conheca o novo Bolsa Familia1200p
Notícias

Renda Brasil: conheça o “Novo Bolsa Família”

No início do mês de junho, o ministro da Paulo Guedes se pronunciou sobre o novo programa. No qual irá substituir o e que recebeu o nome de programa .

Esse programa não somente substituiria o programa Bolsa Família como também englobaria outros programas governamentais. De forma a auxiliar as famílias com baixa renda e vivendo em extrema pobreza.

Visando essa parte da população o programa anão somente auxiliaria as famílias já atendidas. Como também as novas famílias afetadas pela do Covid-19.

Neste artigo vamos explicar como o programa está se formando e quais as pessoas que terão direito a recebê-lo. Além disso, vamos abordar o que mudará e quais programas estão sendo avaliados para serem extintos ou alterados em definitivo.

Renda Brasil x Bolsa Família

O programa Bolsa Família visa atender as famílias que vivem em extrema pobreza ou situações de pobreza pelo país. O programa Renda Brasil não seria diferente, porém atenderia mais famílias afetadas pela atual da economia.

A proposta do ministro Paulo Guedes e do presidente Jair Bolsonaro é de melhorar o programa Bolsa Família. Além, claro de deixar o seus nomes marcados no histórico de ações que beneficiem a população.

Sem definições sólidas o programa Renda Brasil iniciaria após o pagamento do auxílio emergencial as famílias e desempregados atuais. Sendo os afetados pela pandemia e pela crise econômica diretamente.

Dessa forma, os que já estão inscritos no Bolsa Família e recebendo o auxílio emergencial seriam os beneficiários. Os detalhes de como será realizada a filtragem e de quem receberá efetivamente o benefício ainda não está finalizado.

Sempre levando em consideração os mais de 13 milhões de brasileiros que dependem da ajuda do governo para poderem sobreviver. Contudo, o programa Bolsa Família está diretamente ligado ao presidente anterior e ao partido dos trabalhadores.

Leia mais  PIB e produção industrial crescem no terceiro trimestre

Para desvincular essa imagem petista, a proposta do Renda Brasil serviria para deixar nos registros históricos o nome do presidente. Portanto é previsível que a aprovação e deferimento do programa ocorra ainda em 2020.

Valores e beneficiários

O valor para o Renda Brasil seria um pouco maior, tendo como base o programa Bolsa Família. No qual distribui cerca de R$ 200,00 para cada família. Ainda sem definição e prazo para início do pagamento porém em estágios avançados de elaboração pela equipe econômica.

Primordialmente, a proposta do programa, como indicado pelo ministro da economia no inicio da semana, é mudar o Bolsa Família. Com isso atender além das famílias beneficiadas os trabalhadores informais, desempregados e trabalhadores autônomos.

Assim, incluindo os que recebem o auxílio emergencial do governo na lista de beneficiários e reduzindo custos. Segundo e elaboração do Renda Brasil eliminaria gastos e reduziria os custos do governo, tornando-o o mais eficiente programa.

Além disso, a informação é de que o novo programa avaliaria os gastos desnecessários. Tanto com pessoas que não tem direito ao benefício como fraudadores.

Podemos nesse caso citar como exemplo estudantes de classe média e média que solicitaram e estão recebendo o auxílio. Outro ponto é a oportunidade de alinhamento e um cadastro mais eficiente do Cadastro ÚnicoCadÚnico.

Evitando assim, fraudes como também a eliminação do pagamento do abono salarial. Que não tem mais sentido nos padrões atuais da economia e que consome milhões de reais dos cofres públicos.

Previsão e novas regras

ressaltar que a previsão de início do novo programa Renda Brasil acontecerá quando o pagamento do auxílio emergencial finalizar. O que seria em outubro, visto que o auxílio emergencial deverá ser prorrogado por mais dois meses, com mesmo valor.

Contudo, a prorrogação ainda não foi definida e está aguardando as liberações necessárias para a continuidade. Outro tema importante é que os trabalhadores informais poderão continuar suas atividades, diferentemente do Bolsa Família.

Leia mais  Paulo Guedes vai deixar o governo? É fake news ou não?

Dessa forma, os trabalhadores informais e autônomos poderão exercer suas atividades independente de receber o novo benefício. Essa enorme diferença descaracteriza a não necessidade de se trabalhar, como exigido no Bolsa Família.

Logo, os novos beneficiários poderão ter outras fontes de renda, além do benefício. Especula-se que o valor inicial para o Renda Brasil esteja em torno de R$ 300,00.

O que é muito maior do que os valores entre R$ 85 e R$ 205 distribuídos pelo Bolsa Família. Contudo, lembramos que os valores não foram definidos, muito menos divulgados.

O que muda com o novo programa Renda Brasil?

A princípio, como dito anteriormente o programa incluiria trabalhadores informais, desempregados e autônomos que estão recebendo atualmente o auxílio emergencial.

Contudo, as definições ainda não estão claras nem finalizadas, mas a ideia ainda é válida. Caso aprovado o benefício alcançaria mais de 20% da população brasileira. Tendo em mente que o nível de pobreza do país tende a aumentar pós pandemia.

Vale dizer que as novas regras para o programa ainda estão em processo de planejamento. Contudo, o alvo do programa é atender as famílias que vivem em extrema pobreza e tem baixa renda.

Para alcançar um número maior de brasileiros, o governo tende a mudar e acabar com alguns benefícios e programas. Sendo os que estão em estudo para a finalização são o abono salarial, o seguro-defeso e a farmácia popular.

Para entender o motivo do encerramento desses programas, os argumentos do governo são os altos custos. Além de altos, desnecessários, segundo Paulo Guedes.

Possíveis programas que sofrerão alterações

Logo, finalizaria com o abono salarial que paga um salário mínimo para trabalhadores que recebem até dois salários. Incluindo estudantes recém formados, e que fazem parte de classes mais abastadas, como as média e média alta.

Além desse, o seguro-defeso também seria finalizado, um dos motivos é o alto índice de fraudes e irregularidades nos pagamentos. O seguro é destinado a pescadores que precisam ficar sem trabalhar durante o período de reprodução dos peixes.

Assim, tornando a pesca proibida e evitando que os pescadores tenham sua renda no período estipulado. Um último programa que deve sofrer mudanças é o da farmácia popular.

Leia mais  Rumo (RAIL3) anuncia programa de recompra de ações

Atualmente o programa que distribui remédios de forma gratuita para a população não solicita nenhuma comprovação de renda. A mudança seria na exigência de comprovação de renda mínima e máxima para a aquisição de remédios.

Justificativas para as mudanças

A justificativa do remanejamento de gastos de ordem social prevalece para os programas que tem pouca eficiência. O que possibilitará uma nova injeção de capital para os novos assistidos pelo Renda Brasil.

Atualmente são mais de 30 milhões de pessoas consideradas invisíveis no Brasil, o que pode aumentar ainda mais após pandemia. Dessa forma, o programa beneficiará essa parte da população e ainda os que estão sofrendo com as exigências da OMS.

Como forma de prevenção de um novo surto do COVID-19 o governo ainda mantem as restrições à população. Aumentando ainda mais a dificuldade do trabalhador brasileiro de sustentar sua família.

Para ser aprovado, o programa ainda precisa passar pelo federal e pela câmara dos deputados. Sendo que o presidente Jair pretende consultar seus líderes para que o projeto siga sem empecilhos.

Auxiliando assim as parte da população que mais está sentindo os efeitos literalmente na pele. Visto que as áreas de educação, saúde e moradia ainda não foram mencionadas.

Complementando o auxílio do governo as famílias que necessitam de escola, hospitais e moradias decentes para sua sobrevivência. Contudo, com o auxílio emergencial e com a aprovação do novo programa Renda Brasil os problemas seriam amenizados.

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as notícias mais quentes do em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Mudanças climáticas podem causar perdas de US$ 17 trilhões e milhões de desempregos na América do Sul

Guia do Investidor

China: Surto de Covid vai afetar a economia global?

Leonardo Bruno

Confinamento para evitar covid-19 eleva frustração em Xangai

Agência Brasil

Barômetros Globais recuam com guerra na Europa e aumento de casos de Covid-19 na China

Victor Rodrigues

Estudo brasileiro inédito associa poluição do ar a maior letalidade por covid-19

Victor Rodrigues

Fenafisco faz alerta a população por incentivos fiscais e atitudes populistas do governo

Victor Rodrigues

Deixe seu comentário