Guia do Investidor
Casal
Educação financeira finanças

Reserva de Emergência: por que ter uma antes de começar a investir?

Ouviu falar sobre a importância da , mas quer entender melhor o assunto? Neste conteúdo, contamos tudo que você saber para fazer a sua reserva e ter a certeza de conseguir o melhor resultado possível. Acompanhe!

O que é reserva de emergência?

A reserva de emergência nada mais é do que o dinheiro que você mantém guardado para lidar com imprevistos e compras maiores.

Ela é importante porque dá mais segurança de que, se algo acontecer, você poderá lidar com a situação.

Pode ser, por exemplo, que o encanamento da sua casa estoure; você poderá usar sua reserva de emergência para lidar com o conserto.

Ou então, surgem despesas médicas; também há a chance de você ficar desempregado, ou precisar fazer uma viagem de última hora.

Inclusive, a reserva de emergência deve ter um valor que consiga manter sua qualidade de vida por um tempo, caso você perca sua fonte de renda.

Todos os casos não planejados podem ser custeados por uma boa reserva de emergência, e então você não vai comprometer seu orçamento mensal com isso.

Inclusive, esse é um dinheiro interessante, pois vai evitar que você precise adquirir uma dívida para lidar com o custo inesperado.

Uma coisa importante é que a reserva de emergência deve ser um dinheiro fácil, que você conseguirá acessar no momento que for necessário.

Optar por aplicar o dinheiro em um que determina um período específico de “congelamento” do valor, em que você não poderá sacá-lo é um problema.

Leia mais  Imóvel ainda é considerado um investimento?

O mesmo vale para optar por um investimento de alto risco, pois sua economia pode ser prejudicada com a perda de valores.

Por que ter uma reserva de emergência?

Como dissemos, ter uma reserva de emergência é algo que vale a pena para que você não tenha dores de cabeça quando algo acontecer.

Se uma situação inesperada surge, pode ser bem difícil conseguir dinheiro. Planejar o orçamento de última hora é um prato cheio para decisões ruins, e depois vêm as dívidas que podem provocar um desastre nas finanças.

Assim, a reserva de emergência cria certa segurança para você e sua família. Com ela, você vai saber que pode lidar com situações adversas com calma, sem prejudicar qualquer aspecto do seu bem-estar.

Qual o valor para construir uma reserva de emergência?

Para definir o valor ideal para sua reserva de emergência, você precisa compreender, primeiro, qual sua despesa mensal.

Por isso, coloque na ponta do lápis o quanto você gasta por mês. Considere inclusive os seus custos supérfluos, que você poderia cortar, mas que já viraram rotina no seu dia a dia.

Pode ser que sua despesa varie, por causa de contas que mudam de valor todo o mês (como a de energia elétrica, por exemplo). Neste caso, faça uma média para definir essa despesa.

A partir daí, será hora de planejar sua reserva de emergência. Se você perdeu sua fonte de renda principal, por quanto tempo você gostaria de ficar tranquilo, sem precisar aceitar o primeiro trabalho que aparecer apenas para cumprir suas despesas.

Vamos dizer que o tempo ideal para você seja de seis meses. Então, multiplique a sua despesa mensal por seis; esse será o valor ideal da sua reserva de emergência. Quando você alcançá-lo, vai poder dizer que tem uma reserva real, ficando mais tranquilo.

Claro que, neste meio tempo, você terá uma reserva. Afinal, vai estar guardando dinheiro. Porém, atingir sua meta será o que realmente dará tranquilidade para o seu orçamento.

Leia mais  Quais bancos podem receber depósitos à vista?

O importante também é ser realista. Não adianta definir que sua meta será guardar dinheiro suficiente para ficar 30 anos sem trabalhar. É uma meta possível, mas em , e seu dinheiro vai perder valor por causa da inflação.

Na verdade, criar uma reserva de emergência significa lidar com um tempo mais imediato, para que você tenha um dia a dia mais tranquilo.

Como planejar?

Para planejar sua reserva de emergência, você precisa definir sua meta e suas despesas, como contamos acima.

Logo que fizer isso, será hora de entender como você pode alcançar seu objetivo. Por exemplo: se sua meta é alcançar uma reserva de R$ 5 mil, em quanto tempo você vai fazer isso? Quanto você precisará guardar por mês para alcançar esse valor?

Liste tudo e planeje cada economia que será necessária, principalmente renegocie suas dívidas. Dessa forma, será mais simples até de controlar e evitar gastos desnecessários, que poderiam prejudicar sua poupança.

Quais os melhores investimentos para a reserva de emergência?

A seguir, contamos que investimentos você pode fazer para criar uma boa reserva de emergência ao longo do tempo.

O CDB é um investimento de longo prazo, seguro, mas que tem rendimento variável de acordo com o tempo de aplicação. Ou seja, quanto mais tempo você mantém o dinheiro no banco, mais deve receber de volta.

Leia mais  Porque a alta dos juros pode prejudicar os investimentos?

Ele pode ser uma opção para você criar uma reserva de emergência maior, mas também vai precisar de tempo. O mesmo vale para os outros tipos de investimento que citamos abaixo.

No CDB, você empresta dinheiro ao banco; no , você empresta dinheiro ao governo. Então, vai receber de volta os juros de rendimento, podendo acumular uma boa quantia.

Fundos de Investimento

Já o fundo de investimento é uma aplicação no financeiro. Existem vários tipos de fundo de investimento, como o de , imobiliário, de ação e outros. Vale a pena pesquisar e entender cada alternativa.

Quando usar a reserva de emergência?

A reserva de emergência é para imprevistos. Quando algo quebra, quando você fica desempregado, quando precisa comprar um novo eletrodoméstico urgentemente ou tem que viajar de última hora.

Se a situação não é uma emergência, não é indicado usar a sua reserva. Afinal, quando algum imprevisto realmente acontecer, sua poupança vai estar prejudicada e pode não conseguir lidar com a situação.

Se você pretende realizar um objetivo em longo prazo, vale a pena planejar outra reserva. Você quer viajar? Crie um para pagar por essa viagem, e comece a economizar em separado da sua reserva.

Dessa forma, você terá mais segurança de que o dinheiro que tem para emergências vai estar disponível quando necessário. Com cuidado e planejamento, você vai conseguir manter sua reserva de emergência com um bom valor e ter mais tranquilidade no dia a dia.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as notícias mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Fundos de investimento têm resgates líquidos de R$ 18,1 bilhões na primeira semana de maio

Autor Convidado

Como construir patrimônio pessoal? Confira dicas a seguir

Juros Baixos

Fundos de investimento tiveram captação líquida positiva de R$ 11,5 bilhões na semana

Victor Rodrigues

Mais da metade das famílias brasileiras precisaram de dinheiro para emergências em 2021, revela pesquisa

Victor Rodrigues

Investimentos elegíveis à garantia do Fundo Garantidor de Créditos tem crescimento de 0,83% em fevereiro

Victor Rodrigues

Saque FGTS: onde é mais vantajoso para começar a investir? Educador financeiro compara algumas opções

Victor Rodrigues

Deixe seu comentário