Guia do Investidor
ser educacional eeci 750x409 1
Notícias

Ser Educacional (SEER3) expande operações com nova aquisição

  • A companhia anunciou os detalhes de sua mais recente ;
  • Assim, a companhia entra no segmento de gestão de provas e de conhecimentos, graças a aquisição da plataforma Prova Fácil.

A companhia (SEER3) continua a dar sequência em sua política de com o anúncio de uma nova negociação. O importante player do setor educacional brasileiro anunciou a aquisição da Prova Fácil, companhia que oferecia uma plataforma de testes online. Confira agora mais detalhes!

A expansão da Ser Educacional

Assim, a Ser Educacional (SEER3) informou nesta manhã a compra da Prova Fácil, uma de avaliações online. Se você ainda não está ciente da força das edtechs no , aqui no Guia do investidor temos um guia completo sobre o assunto! Não deixe de clicar aqui para conferir!

Desse modo, a companhia informou através do fato relevante a importância estratégica desta aquisição. Afinal, a Ser afirma que a Prova Fácil é uma das mais relevantes do setor, com mais de 100 milhões de avaliações realizadas nos últimos cinco anos, atendendo cerca de 3 milhões de estudantes em diversas instituições.

Leia mais  Agência de mineração interdita 4 barragens por falta de estabilidade

Além disso, o negócio marca a entrada da Ser no mercado de gestão de provas e conhecimentos, “que tem se desenvolvido de forma significativa nos últimos anos”, diz a empresa. No entanto, o valor da transação não foi informado.

A Ser Educacional e a perspectiva de longo prazo

A companhia Ser Educacional, já tem certa tradição no mercado. No entanto, a sua atuação ainda é menor que as taxas de atuação de suas principais concorrentes, considerando o superior, que tem os maiores pesos entre as companhias privadas de . Por isso, a Fitch Ratings, classifica a companhia com um “Double A” (AA), e não a melhor classificação, o triple A (AAA).

Contudo, apesar de poder atingir patamares maiores, a classificação da companhia é boa. Afinal, consegue refletir a expectativa de crescimento gradual da base de alunos e da geração operacional de caixa da companhia. Que ainda tem muito a crescer, principalmente na região Sul e Sudeste do . No entanto, a forte concorrência e os desafios que a educação enfrenta durante a pandemia, podem prejudicar o desempenho da companhia, e assim, afetar uma possível classificação AAA no longo prazo.

Leia mais  Infracommerce (IFCM3) adquire a Summa Solutions por US$ 9 milhões

Além disso, o indicador da Fitch Ratings ainda ressalta outros pontos positivos para a companhia para os próximos meses. Primeiramente, empresa deve manter adequada liquidez, beneficiada por fluxos de caixa livres (FCFs) positivos nos próximos anos. Além disso, a companhia possui alavancagem financeira líquida limitada a 2,0 vezes, aliada a um cronograma de amortização da dívida gerenciável.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Ser Educacional (SEER3): lucro da empresa contrai 98,2% no 1T22

Ruan Sousa

Hypera (HYPE3) assina acordo para compra de sociedade da Boehringer por R$ 190 milhões

Ruan Sousa

Fleury (FLRY3) conclui compra do Laboratório Marcelo Magalhães

Ruan Sousa

Hermes Pardini (PARD3) confirma de forma oficial que a compra de 60% do IACS foi aprovada

Ruan Sousa

Raízen (RAIZ4) finaliza aquisição do negócio de lubrificantes da Shell no Brasil

Ruan Sousa

Conselho do Atacadão, braço de atacarejo do Carrefour (CRFB3), aprova aquisição do Grupo Big

Ruan Sousa

Deixe seu comentário