Guia do Investidor
Free Freepik@jcomp 5
Notícias

Superendividamento: mau uso do cartão de crédito é apontado como o principal vilão; veja os destaques

No “Mês do Consumidor”, a PROTESTE, Associação de Consumidores, divulga os da segunda edição da pesquisa comportamental sobre “Aspectos do ”. O estudo foi realizado na cidade de e Rio de Janeiro, com 500 entrevistados.

A pesquisa tem como objetivo entender o grau de endividamento do consumidor, quais comportamentos e fatores externos fazem com que o consumidor chegue até o endividamento.

Vilões do superendividamento

De acordo com os resultados da pesquisa, 72% dos entrevistados apontaram o mau uso do como o maior vilão do superendividamento, 9% a menos em relação ao último ano.

O desemprego também foi apontado como um fator de endividamento, ficando em segundo lugar com 44%. Já o cheque especial apresentou um aumento significativo de 25% em relação à última pesquisa, com 42%.

Ao focar nos dados regionais, é possível observar que 52% dos cariocas entrevistados apontam a pandemia como um fator determinante para o superendividamento, diferente dos paulistanos (21%).

Consumo no último ano

Ainda de acordo com a pesquisa, 28% dos entrevistados disseram que aumentaram o consumo durante a pandemia. Uma queda de 36% em relação ao ano anterior. Segundo os dados regionais, durante os últimos doze meses, os cariocas consumiram muito menos (46%).

Leia mais  Número de famílias endividadas recuou, mas permanece em níveis altos; educadora financeira faz alerta

Além disso, a pesquisa também abordou o perfil dos consumidores entrevistados, sendo possível traçar um perfil de endividamento do consumidor e destacar quais são as regiões mais endividadas de ambas as cidades.

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Endividamento preocupa e cenário traz atenção para os benefícios do seguro prestamista

Guia do Investidor

49% dos brasileiro estão com faturas de cartão de crédito em aberto

Guia do Investidor

Bancos repactuaram 20,4 milhões de contratos durante os dois anos da pandemia, alcançando volume histórico

Guia do Investidor

Estimativa para expansão do crédito em 2022 cresce novamente, chega a 8,3%

Victor Rodrigues

Mutirão Nacional de Dívidas: Consumidor tem até 31 de março para negociar e obter descontos

Victor Rodrigues

Você também? Pesquisa mostra que 65% dos consumidores parcelaram compras no supermercado

Victor Rodrigues

Deixe seu comentário