Guia do Investidor
tania bulhões ipo
IPOs Notícias

Tania Bulhões, do varejo de luxo, levanta R$ 100 milhões e mira IPO

Uma das marcas mais bem sucedidas do varejo de luxo brasileiro já pensa em seu (, da sigla em inglês). A Tania Bulhões, especialista em louças e perfumaria, fez, após três décadas, sua primeira rodada de . Dessa forma, a empresa acaba de levantar R$ 100 milhões em investimento da TreeCorp, gestora de private equity que investiu na Zee.Dog.

Assim sendo, o investimento irá ajudar a Tania Bulhões a tirar seu plano de expansão do papel. De acordo com matéria do Brazil Journal, o objetivo da empresa é abrir mais 15 lojas e dar início ao processo de internacionalização da marca. Hoje a empresa já possui 20 lojas em shoppings e já projeta R$ 200 milhões em faturamento neste ano – 40% acima de 2021. Além disso, Tania Bulhões já visa sua primeiro M&A. Isto é, a companhia mantém conversas com um de seus fornecedores na França, afim de compra-lo.

Dessa forma, vale destacar que o crescimento robusto dos últimos anos se deve ao CEO Virgílio Castro Cunha, filha da fundadora que dá nome a marca. Virgílio assumiu o comando da empresa após alguns anos no financeiro, como economista no Merril Lynch e gestor macro na Bozano. Desse modo, após sua chegada a Tania Bulhões expandiu em 20 lojas e ainda abriu 40 stores in store.

Entretanto, a grande aposta da companhia está no segmento de produtos de beleza. De acordo com Virgílio, seus perfumes se encontram acima de marcas como Boticário e Natura e abaixo de Calvin Klein e Chanel. Além disso, que os produtos estão acima de outras marcas nacionais.

“O que a gente quer, no médio prazo, é ser a principal marca de luxo brasileira.”

disse Virgílio ao Brazil Journal.

Contudo, a abertura de capital é plano para daqui quatro ou cinco anos.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

Nossas redes:

Leia mais

Recordes de Venture Capital e Private Equity alteram a dinâmica da liderança dos negócios

Guia do Investidor

IPO no Novo Mercado: quais são os dois lados da moeda?

Autor Convidado

BB Seguridade (BBSE3): lucro dispara no 4T21 e é o maior desde o IPO

Ruan Sousa

MadeiraMadeira quer fortalecer sua marca antes de arriscar IPO

Leonardo Bruno

IPOs 2022: confira 10 startups que podem “pintar” na Bolsa

Leonardo Bruno

Creditas fará IPO nos Estados Unidos? Será que vale a pena?

Diogo Albuquerque

Deixe seu comentário