Guia do Investidor
TendaSA 1
Notícias

Tenda (TEND3) vai pedir a credores licença para elevar nível de endividamento

Em dificuldades financeiras, a (TEND3) convocou assembleias de credores para negociar uma licença. Isto é, que permita à construtora manter um nível de endividamento bem mais alto do que o acertado quando pegou o dinheiro emprestado.

Assim sendo, a construtora, uma das maiores operadoras do programa Casa Verde e Amarela, sentiu o peso da disparada nos custos de construção.

Nesse sentido, só em 2021, houve um estouro de orçamentos de meio bilhão de reais. Isto é, que levou a companhia a reduzir o ritmo de lançamentos, dilatar prazo de pagamento a fornecedores, cortar funcionários e aumentar preço dos para recuperar margens.

De acordo com o diretor financeiro e de relações com , Marcos Pinheiro Filho, a expectativa é de que a da empresa seja aprovada.

“Eles entenderam que a situação de endividamento mais alto é temporária”

afirmou, em entrevista

Ademais, o executivo disse ainda que conseguiu reunir os 14 maiores credores. Ou seja, que respondem, juntos, por pouco mais de 85% do total da dívida.

“Vamos atrás dos outros 15% também. Já começamos as conversas.”

destacou

Ademais, os credores são principalmente gestores de recursos e fundos de em .

Leia mais  Toro Investimentos anuncia corretagem zero

Mais detalhes sobre

Dessa maneira, ao longo dos últimos anos, a Tenda captou cerca de R$ 1 bilhão por meio de emissões de cinco séries de debêntures e um certificado de recebíveis imobiliários (CRIs).

Nesse sentido, nos termos do , a construtora se comprometia a manter uma alavancagem de até 15%, considerando a relação entre dívida corporativa (sem contar financiamento à produção) e o líquido.

Mas no balanço do primeiro trimestre, ela bateu em 33%, mais que o dobro do limite.

Se a situação se repetisse por dois trimestres dentro de um período de 12 meses, seria configurada uma quebra de compromisso. Ou seja, a Tenda teria de pagar de uma vez só os vencimentos que estavam previstos para 2024 a 2028.

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Tenda (TEND3) reverte lucro e tem prejuízo líquido de R$ 67 milhões no primeiro trimestre

Ruan Sousa

Santander se mostra pessimista para as perspectivas das ações da Tenda (TEND3)

Ruan Sousa

Tenda (TEND3): lançamentos da empresa caem 23,5% no 1º trimestre, para R$ 467,2 milhões

Ruan Sousa

Tenda (TEND3) fica no vermelho e prejuízo alcança R$ 268,5 milhões no 4T21

Ruan Sousa

A casa caiu: ações da Tenda derretem 25% após 4T21 dos pesadelos

Leonardo Bruno

Tenda (TEND3) tem alta de 32% no VGV de lançamentos do 4T21

Diogo Albuquerque

Deixe seu comentário